Yannick Djaló regressa a Portugal após tragédia
Jogador vive dias de agonia: «É a viagem mais difícil da minha vida»

Nacional

Irmã de Yannick Djaló morreu na madrugada do passado sábado, dia 15 de setembro.

Seg, 17/09/2018 - 15:01

Yannick Djaló e a família vivem dias de luto. A irmã do craque morreu, na madrugada do passado sábado, dia 15 de setembro, depois de ter sido intencionalmente atropelada. 

Sabe-se agora que o alvo do embate não seria Açucena Patrícia, tratando-se assim de um engano fatal. 

A jovem ainda foi levada para o hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos provocados pela colisão. 

O ex-marido de Luciana Abreu já tinha reagido, no Instagram, à morte da irmã e agora atualizou a rede social, publicando um story.

«É a viagem mais difícil da minha vida!»

«Voltar para Portugal sempre foi motivo de alegria para mim... rever os amigos, a família, as pessoas que amo... hoje retorno com os olhos molhados, e com o coração pesado... é a viagem mais difícil da minha vida! A viagem que nunca gostaria de estar a fazer!», escreveu na legenda de uma fotografia tirada da janela do avião, já no ar. 

Assassino da irmã de Djaló está preso 

Abel Fragoso, de 21 anos, foi o condutor que atropelou Açucena. O técnico de aparelhos de ar condicionado está preso, indiciado por 12 crimes, 11 de homicídio qualificado. O homicida está isolado no estabelecimento prisional do Montijo e é aí que passará os próximos três meses em prisão preventiva. Está numa cela de adaptação, toma as refeições sozinho e tem apenas duas horas de recreio, também isolado dos restantes reclusos. 

O rapper tinha tido um confronto, minutos antes de investir o carro contra o grupo de jovens, com um gangue, e achava que eram elementos deste que tinha acabado de atropelar.

LEIA AINDA: Irmão de Djaló que viu a irmã morrer faz despedida emotiva 

Fotos: Reprodução Instagram e D.R.

Siga a Revista VIP no Instagram