Cristianinho
Um Ronaldo em ponto pequeno

Nacional

Durante a apresentação do livro da avó, o menino não parou quieto e até treinou os “autógrafos”

Sex, 25/07/2014 - 00:00

Aos quatro anos, vestido com camisa e calças Armani, ténis Gucci e já com uma pulseira da discoteca Seven Vilamoura [espaço que pertenceu a José Pereira, ex-marido de Kátia Aveiro] no pulso, Cristiano Ronaldo Júnior é a miniatura do pai.

O filho de Cristiano Ronaldo não faltou à apresentação do livro da avó, Dolores, a quem passou o tempo a dizer adeus, durante o evento. Afinal, a matriarca da família é para o menino como uma mãe, uma vez que, para todos os efeitos, ele é filho de mãe incógnita. Essa passagem é também recordada no livro Mãe Coragem, onde a madeirense explica como soube que o futebolista queria ser pai.

“Vou ter um filho e gostava que fosse a mãe a ajudar-me a educá-lo e a dar-lhe amor como fez comigo e com os meus irmãos. A mãe do bebé nunca será conhecida”, disse-lhe o jogador do Real Madrid. Assim, foi Dolores quem foi a Miami buscar o neto. Cristiano Ronaldo deu a conhecer a sua intenção a toda a família. E o facto de guardarem segredo em relação à identidade da mãe do menino não assusta os Aveiro.

“Sei de tudo e não me preocupam as especulações. Toda a gente sabe que ele está connosco, que tem uma família, que a mãe dele é a avó que sempre o criou”, explica Elma, que adianta que Cristianinho já perguntou pela mãe algumas vezes: “Uma vez, respondemos-lhe que a mãe estava no céu, e o Ronaldo não gostou, nem a minha mãe. Então, passámos a dizer que a mãe não está, que está a viajar. Ele esqueceu e não perguntou mais.”

Para o clã, este assunto está encerrado. Mas, “se um dia” a criança “quiser procurar a mãe, vai ser uma decisão dele”, e ninguém vai opor-se. Tal como ninguém foi contra a decisão de Dolores Aveiro expor a sua vida em livro. Uma recordação de si que vai deixar “aos filhos e aos netos”, as pessoas mais importantes da sua vida.

“Hoje foi um dia importante [o dia em que lançou a obra], mas mais importante foi o dia em que os meus netos nasceram. Eu renasci e renovei-me com eles”, conclui a matriarca Aveiro.

Texto: Sónia Salgueiro Silva; Fotos: Helena Morais

Siga a Revista VIP no Instagram