Espanha
Tribunal mantém infanta Cristina como arguida

Realeza

Irmã do rei continua imputada por delito fiscal, mas deixa de estar por branqueamento de capitais

Sex, 07/11/2014 - 00:00

A infanta Cristina continua a ser arguida pelo caso Nóos, um processo de desvio de fundos públicos que tem o seu marido, Iñaki Urdangarin, como o principal suspeito. Esta sexta-feira, o Tribunal de Palma de Maiorca decidiu manter a imputação da duquesa de Palma por fraude fiscal. Contudo, deixou cair a de branqueamento de capitais, a acusação mais grave. Assim, a irmã do rei de Espanha fica mais longe do banco dos réus, uma vez que o juiz pode aplicar-lhe a chamada “doutrina de Botín”, em que o arguido pode pagar uma multa evitando ir a julgamento. 

 

Cristina de Borbón e o marido receberam a notícia em Genebra, cidade onde vivem há mais de um ano. 

 

Foto: Reuters 

Siga a Revista VIP no Instagram