Letizia
Tramou Iñaki

Realeza

Iñaki acusa Letizia de ser a responsável pela cobertura mediática do caso Nóos

Sex, 02/11/2012 - 00:00

 É o primeiro livro sobre o caso Nóos e, principalmente, sobre Iñaki Urdangarin e foi mais uma “bomba” na já devastada família real. Segundo Eduardo Inda e Esteban Urreiztieta, autores de Urdangarin, un Conseguidor en la Corte del Rey Juan Carlos, o genro de Juan Carlos culpa Letizia por ter caído em desgraça. “É jornalista, não gosta de nós e de certeza que está por detrás de tudo o que está a acontecer”, terá afirmado o marido de Cristina, referindo-se ao facto do caso Palma Arena o ter implicado e de virem constantemente a público investigações que o envolvem no desvio de seis milhões de euros de fundos públicos, fraude e outras acusações que poderão mesmo levar a uma condenação. Terá ainda acusado Letizia de ser a responsável pelo tratamento negativo que tem recebido por parte dos media.

Para além disso, os autores afirmam que o ex-jogador de andebol terá comprado a casa de Pedralbes por nove milhões de euros, pressionado pelo rei, que queria ter um sítio onde ficar quando fosse a Barcelona e que a filha mantivesse as condições de que sempre usufruiu no berço de ouro que é a família real espanhola.

Como podes ter a minha filha num apartamento de 300 metros quadrados se ela cresceu num palácio?”, terá perguntado o monarca. No entanto, segundo os autores, Felipe não concordava com o estilo de vida milionário do casal e, por isso, recusou dar a sua ajuda quando o cunhado lhe pediu. No seu quadragésimo aniversário, há quatro anos, Iñaki terá pedido ajuda ao herdeiro da coroa espanhola. “Não consigo pagar a hipoteca, são 20 000 euros por mês, a única coisa que peço é que me ajude, tal como me prometeram. Com-prei-a porque o rei queria ficar em nossa casa quando viesse a Barcelona e o apartamento não era muito apropriado. Prometeu-me que me ajudaria, assim não consigo.” Mas Felipe terá reagido mal. “Isso é mentira, nunca te prometemos nada, entre outras razões porque aqui cada um paga a sua casa. Não a tivesses comprado”, terá respondido prontamente, o que explica o clima de extrema frieza entre ambos, desde que veio a público o caso, e que levou Felipe a cortar qualquer ligação com o casal.

Finalmente, Inda e Urreiztieta voltam a falar da relação de Letizia com os restantes membros da família real, relançando que sempre a viram como “uma intrusa”.

O advogado de Urdangarín, Mário Vives, reagiu dizendo que o livro “está cheio de conjeturas e de suposições e que não se ajusta à realidade” e que, ao contrário do que tem sido noticiado, a infanta Cristina “está muito bem” e “não teve de recorrer a ajuda psicológica”.

Recorde-se que os duques de Palma regressaram recentemente a Barcelona, depois de viverem três anos em Washington, para enfrentar o julgamento do caso, mas mantêm alguma distância da família.

Já Letizia e Felipe parecem não se incomodar com as notícias e continuam a aparecer em clima de grande cumplicidade, como se nada pudesse afetar a harmonia entre o casal. A casa real não se pronunciou sobre o livro, mas vários meios de comunicação social voltaram a noticiar recentemente que Letizia reuniu com alguns jornalistas para interceder em favor da irmã, Telma Ortiz, que pede alguma privacidade.

Texto: Elizabete Agostinho; Fotos: Reuters, Impala
 

Siga a Revista VIP no Instagram