O último ano da vida de Angel Di Maria, jogador argentino do Real Madrid, foi marcado por um misto de emoções. Por um lado, o colega de Cristiano Ronaldo realizou aquela que foi considerada a sua melhor época de sempre, sendo determinante para a conquista da Liga dos Campeões, no Estádio da Luz. Aquilo que poucas pessoas sabem é que, ao mesmo tempo que brilhava em campo, a sua única filha, Mia, fruto da relação com Jorgelina, lutava pela vida. A bebé nasceu no dia 22 de abril de 2013, prematura, com apenas seis meses. As complicações eram muitas e a menina seguiu logo para a unidade de cuidados intensivos. “Dia 22 de abril de 2013, cesariana programada para 19h. Nervos, angústia, medo, muito medo... Alta percentagem de não vires ao mundo, outro tanto de ficar com sequelas importantes. O que será da tua vida, minha pequena grande Mia? Quantas lágrimas! Chegaste ao mundo... e agora o pior. Dois meses na unidade de cuidados intensivos.

 

Ninguém mais do que o pai e eu sabemos a dor que causava ver-te tapada com fios e aparatos no teu belo rostinho. Nada mais triste do que voltar para casa com os braços vazios e o peito cheio de dor. Infeções, transfusões, o que será de ti, meu amor? Lágrimas que molhavam a nossa almofada a cada noite, nó constante na garganta. Ganas de ir buscar-te e não voltar a soltar-te das nossas vidas. O que será o teu destino?”, escreveu a mulher do jogador na rede social Instagram, dando a conhecer o que se tinha passado com a filha. 

 

Di Maria manteve as rotinas e as boas exibições, apesar dos problemas e do aperto no coração. Até que, no dia 13 de junho do ano passado, puderam levar a pequena Mia para casa. Agora que a filha assinala um ano de vida e os problemas e preocupações fazem parte do passado, o casal decidiu tornar pública a história de superação, fazendo uma homenagem a Mia nas redes sociais. “Um ano depois, 22 de abril de 2014, podemos dizer que é uma menina saudável, forte, muito divertida e grande lutadora desta vida, tua vida, nossas vidas. Vieste ao mundo para nos ensinar que não podemos render-nos, jamais (...)”, escreveu Jorgelina na mesma rede social. 

 

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Impala e DR

Siga a Revista VIP no Instagram