Vip
“Temos uma união absolutamente inviolável”

Famosos

FERNANDO PEREIRA fala da relação com os filhos ANDRÉ e JOÃO
"Ferrnando Pereira, A Sério!", é o nome do novo espectáculo do artista, em cena durante o mês de Março, no Teatro da Trindade. Do palco para a vida real, o título desta peça é perfeitamente aplicável àquele que é o papel mais sério do entertainer: ser pai.

Sex, 18/03/2011 - 00:00

 

Ferrnando Pereira, A Sério!, é o nome do novo espectáculo do artista, em cena

durante o mês de Março, no Teatro da Trindade. Do palco para a vida real, o título desta peça é perfeitamente aplicável àquele que é o papel mais sério do entertainer: ser pai. Fernando Pereira apresentou à VIP os filhos André e João, de 26 e 22 anos, e falou da relação "franca e livre de complexos" que tem com os dois.

 

VIP – Fernando Pereira pai. É o seu papel mais sério?

Fernando Pereira – Seríssimo! Ser pai é a sensação mais maravilhosa que pode haver e uma grande responsabilidade. Não existe nada mais belo e mais sério do que trazer um filho ao mundo.

 

O que sente quando olha para eles?

Orgulho e satisfação. Neste aspecto sou um homem realizado. Consegui passar-lhes valores essenciais de humanidade, justiça e generosidade. Com todas as virtudes, fraquezas e defeitos que possuímos.

 

Como é a vossa relação?

Muito franca e sincera, sem qualquer tipo de complexos ou preconceitos. Somos os melhores amigos. Não existe tema ou ideia que não se possa falar e não existem segredos entre nós. Temos uma união absolutamente inviolável. Sempre que eles precisam eu estou lá e o contrário também acontece. Aconselho-me muito com eles. Chegamos até a fazer um saudável intercâmbio de ideias, temas e informações.

 

Sente que já falhou como pai?

Educar os filhos é um exercício de poder baseado no amor e na tolerância, que nem sempre se consegue exercer de forma democrática. Na maioria das vezes, tanto eu como a mãe, conseguíamos que eles alinhassem num diálogo franco e construtivo. Estive ausente muitas vezes pelo Mundo, em trabalho, mas fui sempre um pai presente, nos seus corações e no essencial das suas vidas.

 

Nenhum seguiu a suas pisadas. Como encara isso?

Seguiram as suas maiores paixões. Aquilo que mais desejo é que vivam felizes, bem-sucedidos e competentes nas profissões que escolheram.

 

Contudo, podemos encará-los como artistas...

São grandes artistas à sua maneira. O André, vai acabar, um dia, como realizador e produtor de cinema; o João arrisca-se a ser um grande chef. São áreas muito criativas e que se ligam perfeitamente com o mundo do espectáculo e dos eventos. Quem sabe se o futuro não nos reserva surpresas?

 

Para completar este quadro, só faltou o seu neto. Como é ser avô?

Uma espécie de pai ao quadrado. O Tomás é um menino lindo, com um sorriso de sol. Vamos ser grandes amigos.

 

Falando de si. Como é o Fernando Pereira, a sério?

Positivo. Levo muito a sério tudo o que faço, mantendo sempre um sorriso franco e uma postura muito tolerante e divertida. Cada vez mais o homem e o artista são a mesma “personagem”. Aquilo que faço em palco é "a minha verdade” e uma parte considerável do que sou: um homem divertido, que precisa de ter pessoas felizes à sua volta.

 

Actor, cantor, comediante, imitador. Qual é a sua verdadeira profissão?

Os rótulos são compreensíveis. Nos meus espectáculos, canto, imito, represento, faço humor e nunca me preocupei com designações. Imitando tanta gente, não sou igual a ninguém. Por mim, sou apenas o Fernando Pereira, sem títulos.

 

Fale-me do seu novo espectáculo, no Teatro da Trindade...

Vão ser três espectáculos com o meu novo projecto musical A Sério, que aposta no meu lado de cantor e intérprete, sem quaisquer caricaturas ou imitações. Trata-se de uma faceta da minha personalidade artística, que tem andado um pouco mais discreta ao longo dos anos, mas que ganhou agora a sua própria voz e identidade.

 

Texto: Micaela Neves; Fotos: Bruno Peres; Produção: Nucha

Siga a Revista VIP no Instagram