Cristina Ferreira
“A televisão mudou a minha vida”

Multimédia

Cristina festeja o aniversário, a loja,
o blogue, e os dez anos de sucesso televisivo
no Você na TV

Qui, 02/10/2014 - 00:00

Setembro pode ser considerado, no mínimo, o mês da sorte para Cristina Ferreira, ou não fosse no nono mês do ano que se concretizaram alguns dos mais importantes projetos de vida da apresentadora, que acaba de comemorar dez anos à frente do programa Você na TV, ao lado de Manuel Luís Goucha, com quem começou profissionalmente e que a ajudou a conquistar um dos lugares cimeiros da televisão portuguesa.

Cristina Ferreira nasceu no dia 9 de setembro de 1977, no seio de uma família humilde, e cresceu na Malveira, onde ainda agora regressa quase todos os dias para visitar os progenitores ou António Casinhas, o pai do seu único filho, com quem mantém uma relação de proximidade apesar da separação há cerca de três anos. É em setembro que, todos os anos, relembra a abertura da loja Casiraghi Forever, que marcou a sua estreia como empresária. “Quando abrimos a loja, todos sabíamos que era para sempre”, afiança.

E foi também em setembro, precisamente há uma década, que foi convidada para fazer dupla com Manuel Luís Goucha nas manhãs da TVI. Conhecera-o num curso de televisão que ele lecionava com Júlia Pinheiro. Foi convidada para a TVI, onde começou como repórter do Olá Portugal e fez os diários do Big Brother no programa Diário da Manhã, então apresentado por Júlia Pinheiro. Mas foi o convite para este programa de grande audiência que impulsionou uma das carreiras mais bem sucedidas do panorama televisivo nacional.

No dia 15 de setembro, o aniversário da sua estreia no programa, Manuel Luís Goucha elogiava a colega. “Nunca me fartarei da Cristina. Em dez anos, não houve um dia em que nos tivéssemos aborrecido um minuto que fosse”, disse o apresentador. “Temos amor um pelo outro. Aliás, acho que já o mostrámos ao longo destes 10 anos, e foi há precisamente 10 anos que a televisão nos uniu. Não mais nos separou. E disso tenho a certeza: não nos vai separar nunca. Mesmo que este programa acabe”, afirmara ela na véspera.

No Facebook, assinalou a data como se aquele primeiro dia em que apresentara o programa tivesse sido o início de uma nova vida. “A televisão mudou a minha vida. Não me mudou a mim. Eu ainda sou assim. 10 anos depois”, escreveu na legenda de uma fotografia de uma Cristina Ferreira mais jovem mas já com o sorriso que conquistou os telespetadores. Seguiram-se, então, Uma Canção para Ti e várias edições de A Tua Cara Não Me é Estranha. No ano passado voltou a ter um ano de gigantesca ascensão mediática com a sua estreia a solo num programa de entretenimento noturno, mais precisamente o Dança com as Estrelas.

Emocionou-se, soltou-se e protagonizou momentos memoráveis, enquanto ganhava cada vez mais protagonismo na TVI. Talvez por isso – ou, dizem muitos, porque estava a ser aliciada por Júlia Pinheiro para ir para a SIC –, tornou-se, em dezembro do ano passado, Diretora de Conteúdos Não Informativos da TVI. Foi eleita melhor apresentadora de televisão na Gala Troféus TV7Dias, lançou o livro de culinária Deliciosa Cristina, o blogue Daily Cristina, acedido diariamente por milhares de fãs, e alimenta a sua página de Facebook que ultrapassou há muito o milhão de seguidores.

Quando festejou 37 anos, organizou um jantar para o grupo de amigos mais próximo, nomeadamente a equipa do Daily Cristina. São estes os amigos com quem viaja e com quem sai, muito raramente, à noite, como aconteceu recentemente para receber, pela terceira vez, o troféu da mulher portuguesa mais sexy, também neste mês de setembro. Recatada, pouco se sabe sobre o seu círculo mais pessoal e, apesar de estar separada há três anos e de muita especulação, a verdade é que não voltou a assumir nenhuma relação depois da única que se lhe conheceu. Já assumiu que está “pronta para amar”, mas ainda não se viu ninguém ao seu lado, com exceção do filho, Tiago, o seu amor maior. Está neste momento a construir a casa com que sempre sonhou: uma moradia de luxo, na Malveira, o sítio onde cresceu. A dois passos da casa dos pais, António e Filomena.

Texto: Elizabete Agostinho; Fotos: Impala

Siga a Revista VIP no Instagram