Paula Lobo Antunes
“Sonho que a bebé é parecida comigo”

Famosos

Atriz está a dias de ser mãe pela primeira vez. Ela e Jorge Corrula vão ter uma menina, mas não se entendem quanto ao nome da bebé

Qui, 04/10/2012 - 00:00

 Paula Lobo Antunes está a dias de ser mãe pela primeira vez. A namorada de Jorge Corrula espera uma menina e está encantada com a gravidez que diz ter adiado por sempre ter posto a carreira em primeiro lugar. Como acredita que tudo tem um tempo certo, aos 36 anos não disse que não à experiência da maternidade, apesar de a assustar pensar que, por já ter alguma idade, a gravidez pudesse ser complicada. Coisa que não aconteceu, como nos explicou a atriz durante uma visita a uma loja da Chicco.

VIP – Próxima do final da gravidez qual é o balanço?
Paula Lobo Antunes – De certa forma, a gravidez tem sido maravilhosa. É um momento único. Obviamente o último trimestre é o que demora mais tempo e o que pesa mais. Mas realmente não há palavras para transmitir aquilo que sinto. Tenho tido muita sorte.

Tem sido uma gravidez tranquila?
Muito. Acho que isso também ajuda. Não tive complicações, nem enjoos. Aliás, às vezes esqueço-me que estou grávida. No outro dia, atirei-me para a cama de barriga para baixo. Só me lembrei a meio que não podia, mas correu tudo bem. Se não fosse a barriga nem percebia que estava grávida (risos). É curioso porque continuo sem ter noção da dimensão da barriga e acabo por tentar passar em sítios onde não caibo e acabo por ficar presa. Estou uma grávida um bocadinho taralhouca (risos)!

E bem-humorada!
Sim, riu-me por tudo. O meu pai ainda no outro dia me dizia “parece uma galinha a rir-se”, mas isto é um riso de grávida. Parece que não sou eu, que é uma experiência fora de mim. Há uma mutação no corpo não só física, mas também emocional e tem sido extremamente positiva. A minha experiência tem sido muito engraçada.

Já se sente mãe?
Não sei... Por acaso esta noite sonhei – eu tenho sonhado várias vezes e tenho tido sonhos maravilhosos – e já vi a bebé. Normalmente, tenho um sonho recorrente: ela nasce, eu brinco com ela e depois ela volta para a barriga porque ainda não está pronta. Mas ontem sonhei que ela já estava pronta e foi uma sensação muito engraçada, a de tê-la nos braços. Mas se já me sinto mãe... não sei. Acho que ser mãe é um peso tão grande. Acho que inicialmente vamos ter uma relação simbiótica, uma relação de dependência, porque é um bocadinho parte de mim que sai. O título de mãe vai surgindo ao longo do tempo. É uma relação que se vai construindo, porque inicialmente é tudo muito novo.

Tem algum receio concreto em relação aos primeiros tempos? Precisamente porque é tudo novo?
Eu não sofro por antecipação, prefiro viver tudo no momento do que projetar coisas para o futuro. Não gosto de pensar no que pode correr mal, prefiro pensar positivo. As coisas acontecem naturalmente. É um bocado como na minha profissão, vou ter de confiar nos meus instintos. Obviamente conheço e oiço histórias. Sei que há coisas complicadas, há o cansaço, o dar de mamar...

Está preparada para as noites mal dormidas?
Eu sempre disse que uma das minhas características é dormir pouco. Eu estou habituada. Ainda por cima durante a gravidez acordo de meia em meia hora para ir à casa de banho. É a natureza a preparar-me para acordar para dar de mamar (risos).
Interpretou uma mãe na novela Remédio Santo, da TVI. Como foi a experiência?
Foi a primeira vez que fui mãe e foi muito engraçado. Eu não sabia como é que era ser mãe e tive cenas muito difíceis de mãe com filha. Tenho vários sobrinhos – e eu e as minhas irmãs nesse aspecto somos muito unidas – e eles sabem que quando as
mães não estão por perto sou eu que as substituo. Já tenho essa responsabilidade.

Tem tudo preparado para a chegada da bebé?
Não. No início estava bastante cautelosa no sentido de que não queria estar a falar muito sobre a gravidez, nem comprar nada. Queria ter a certeza que estava tudo bem e que ia correr tudo bem. Eu já tenho 36 anos e há obviamente um certo receio porque geneticamente podia haver coisas complicadas. Com o aproximar do parto já comecei a comprar algumas coisas, algumas roupas. Tenho tido o apoio da Chicco o que tem sido perfeito. Mas não tenho tudo ainda.

Por exemplo o quarto dela já está pronto? Ou já tem a mala para o hospital feita?
Não, não. Não tenho nada. A mala está a meio. Porque depois tem de se comprar detergente especial para o bebé, tem de se fazer uma máquina com as roupas da bebé.

Mas a partir de agora ela pode nascer a qualquer momento, não é?
Sim, já estou com oito meses a caminhar para os nove.

Começa a ficar mais nervosa com a aproximação da data?
Se me sinto a ficar mais nervosa ou ansiosa penso noutra coisa. Claro que quero ver a carinha dela, estou expectante. Não tenho receio nenhum do parto. Adorava viver uma daquelas experiências à filme: de repente rebentavam-me as águas e o parto seria ótimo e perfeito e normal. Mas isso é um sonho. A minha irmã é pediatra, portanto também me sinto muito mais tranquila.

Ela vai assistir ao parto? E o Jorge?
Ela pode lá estar, mas não sei. Sei que a minha mãe vai lá estar e o Jorge diz que sim... Mas vamos ver se ele vai ter coragem ou estômago para assistir. Eu gostava muito que ele estivesse lá e ele gostava de lá estar, mas não sei se ele vai aguentar (risos).

Vai ser parto natural?
Eu gostava que fosse. Agora tudo depende de como ela e eu nos comportarmos. Ela é muito grande, ao longo de toda a gravidez tem tido uns percentis bastante altos. Agora está bastante grande e se continuar a crescer desta maneira é preferível fazer uma cesariana, mas eu obviamente que preferia que fosse uma coisa natural, como é suposto ser.

Há pouco dizia que sonhava com a bebé. Com quem é que ela é mais parecida?
Eu e o Jorge somos um bocado parecidos: somos os dois clarinhos de olhos azuis. Por isso, nos meus sonhos ela tinha olhos verdes, era loirinha, tinha muito cabelo e era redondinha, com umas grandes bochechas. Quando era bebé também era assim grande e redondinha, portanto nos meus sonhos é mais parecida comigo.

Já tem nome?
Ainda não.

Vai ser quando virem a carinha dela?
Nem sei se vai ser aí, porque já fizemos tantas listas, já demos voltas e reviravoltas, tem sido um debate... Agora estamos a descansar. Ele quer umas coisas e eu quero outras e não conseguimos chegar a um consenso. Se calhar vamos ter de tirar à sorte (risos). E sinceramente, não sei como vamos decidir isto. Se calhar vai ser só quando tivermos de a registar.

Como é que o Jorge tem acompanhado a sua gravidez?
A minha gravidez tem sido muito tranquila, não tenho necessitado de muito apoio. Também sou uma pessoa muito independente e gosto de fazer as minhas coisas. Sei que nunca exigi nada de extraordinário. Nós nunca deixámos de fazer a nossa vida normal.

Mas por exemplo, ele tira fotografias...?
Ele é fã de fotografia e eu faço questão de as ter para memória futura. Antes tirava de quatro em quatro semanas e agora tiro de duas em duas. De resto temos estado a aproveitar estes últimos tempos sem termos a responsabilidade de pais.

Como é que lidou com as mudanças do corpo?
Faz parte...

Sente-se especialmente bonita nesta fase?
Tem dias (risos). Sinceramente, uma coisa que gostei muito foi de estar grávida no verão. É mais fácil, a roupa é mais leve, os vestidos são mais largos, adorei estar de biquíni na praia a apanhar sol na barriga. E é o facto de me sentir confortável que vai definir se me sinto bonita ou não. Mas há dias em que fico com as pernas e os pés inchados e essa parte é mais chata.

Ela gosta do sol? Há pouco dizia que ela se mexe em determinados momentos, como por exemplo, quando é fotografada.
Ela é muito engraçada. Com o sol ela fica tranquila, mas com os flashes... Cada vez que me tiram fotografias, ou que vou a algum evento ela começa a mexer. Tenho ido ao teatro, ao cinema e alguns concerto e ela também se manifesta logo. E quando entro no carro, mal começo a conduzir ela começa a dar pontapés. Não para, é muito irrequieta. Às vezes tenho de ter conversas com ela para a tranquilizar, para me deixar dormir.

Texto: Sónia Salgueiro Silva; Fotos: Bruno Peres; Produção: Romão Correia; Maquilhagem e Cabelos: Vanda Pimentel com Produtos Maybelline e L´Oréal Professionel

Siga a Revista VIP no Instagram