Sofia Ribeiro
Explica como se faz palpação mamária

Nacional

Sofia Ribeiro alertou para a importância da palpação mamária para detetar o cancro da mama e exemplificou como se faz.

Dom, 06/10/2019 - 09:00

Outubro é o mês em que se assinala a luta contra o cancro da mama. Sofia Ribeiro que, há três anos, enfrentou a doença fez questão de relembrar a data e a importância de fazer regularmente o auto-exame da mama para detetar a doença atempadamente.

A atriz encontra-se, atualmente, de férias nas ilhas Maldivas com o namorado, João Almeida Rodrigues, mas não deixou de alertar os seguidores para a efeméride que se assinala a nível mundial.

«Sabem que mês é este?», começou por questionar a atriz nos stories da sua página oficial de Instagram. «É o mês que fala da prevenção contra o cancro da mama. Milhares e milhares de mulheres, e de homens também, por este ‘mundo fora’, todos os dias, a cada minuto, sofrem de cancro de mama. E que tal fazermos nós a nossa parte? Olharmos por nós, cuidarmo-nos, preocupar-nos?», alertou a atriz.

Atriz faz palpação mamária nela própria

Como alerta para a prevenção do cancro da mama, o segundo tipo de cancro mais comum nas mulheres, depois do cancro da pele, Sofia Ribeiro decidiu mostrar aos seguidores como se faz o auto-exame da mama. Este é o principal método de rastreio desta doença e que aumenta a hipótese de o tratamento ser eficaz.

«Já te tocaste hoje? Já tocaste em ti, nas tuas maminhas?», questionou a atriz para continuar: «Não? Então, toca. Não tenhas medo. Cuida de ti», referiu e, logo de seguida, explicou o passo-a-passo do auto-exame, usando a sua própria mama esquerda.

«Sem sutiã, todos os dias, ou ‘dia sim, dia não’, faz a palpação nas duas mamas, numa e noutra, devagarinho – no banho costuma ajudar – sem esquecer as axilas, os mamilos, e se perceberes alguma irregularidade, não entres em pânico. O cancro não é tudo mas procura o teu médico e ele vai saber encaminhar-te», aconselhou Sofia Ribeiro.

Veja o vídeo:

 

Sofia Ribeiro faz questão ainda de desmistificar o medo, habitualmente, associado à doença. «Ter cancro não é a melhor coisa do mundo mas também não é uma sentença de morte e há estudos mais que provados que nos mostram que detetar a tempo é ‘meio caminho andado’ para as coisas correrem bem. Por isso, faz a tua parte e que tudo corra bem».

Sofia Ribeiro, de 35 anos, descobriu que tinha um cancro na mama, em 2015, com 31 anos, mas conseguiu vencer a doença.

Texto: Sofia Santos Cardoso | Fotos e Vídeos: Reprodução Instagram e DR

Siga a Revista VIP no Instagram