Rui Maria Pêgo e as touradas
«Agonia como espetáculo não é mais do que tortura com palmas»

Nacional

Rui Maria Pêgo faz reflexão sobre o mês de novembro onde aborda a polémica instalada em torno das touradas.

Qua, 21/11/2018 - 10:53

Rui Maria Pêgo recorreu ao Instagram para refletir sobre alguns dos assuntos que estão na ordem do dia.  

O filho de Júlia Pinheiro considera que o mês de novembro tem sido «abençoado», «mesmo com 'Bolsonaros' a chegar ao poder ou tentativas de justificação da violência da tourada em 2018». 

Foi precisamente sobre este último tema que o animador de rádio se alongou um pouco mais. «Parece que não é só Mercúrio que anda retrógrado. Iva a mais ou iva a menos, a agonia como espectáculo não é mais do que tortura com palmas. Curioso, como é sempre o homem a dizer que o animal não sofre, não é? Ainda assim, há golpes de luz todos os dias», lê-se. 

Júlia Pinheiro «babada» com o filho 

A publicação de Rui Maria Pêgo também está muito relacionada com o facto de ter realizado, neste mês, um sonho: ser a capa de uma das revistas mais importantes de moda e lifestyle. 

Quem não se poupou nos elogios foi a mãe, que partilhou diversas fotografias da produção no respetivo Instagram. «Grande capa com o homem que mais amo no mundo», «E para o caso de não terem percebido, ele é muito bonito!» e «E tem tanta graça. O meu 'Big Man' (Grande Homem)» são alguns exemplos das legendas utilizadas pelo rosto da SIC, nas publicações partilhadas. 

LEIA AINDA: Rui Maria Pêgo esclarece: «Não é amor gay»  

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais; Fotos: Reprodução Instagram

 

Siga a Revista VIP no Instagram