Ruben Rua
"Nem sempre é fácil": apresentador fala abertamente sobre gaguez

Nacional

Ruben Rua abriu o coração a Maria Cerqueira Gomes, durante uma entrevista intimista para o programa “Conta-me”, da TVI.

Dom, 24/10/2021 - 12:53

Ruben Rua abriu o coração a Maria Cerqueira Gomes, durante uma entrevista intimista para o programa “Conta-me”, da TVI. Entre vários temas, Ruben Rua falou abertamente sobre gaguez, que surgiu na sua vida quando tinha 12 anos.

Segundo o apresentador do “Em Família”, esta perturbação da fluência da fala surgiu na altura em que mudou de escola, quando passou da escola privada para a escola pública. “Tive de me superiorizar. Dei a volta, as minhas notas continuaram a ser ótimas”, adianta.

“[A gaguez] é uma coisa que nunca tinha tido. Quando surgiu não era qualquer pessoa que reparava, mas quem passava mais tempo comigo reparou”, explica. “Ninguem é 100% fluido. As origens podem ser um trauma. Associo (o aparecimento da gaguez) àquele momento de mudança, mas pode nem estar relacionado”, diz.

Ruben Rua revela ainda que “ler em voz alta, ainda hoje, nem sempre é facil”. “Tenho o discurso na minha cabeça, mas o meu raciocínio é mais rápido do que a minha oralidade”, diz. Contudo, o “trabalho” e o “foco” levaram-no a conquistar o que sempre quis. “Trabalhas, focas-te e parece que hoje sou apresentador”, remata.

Veja as imagens da entrevista na nossa galeria de fotos. 

Ruben Rua responde a provocações de Joana Marques

Ruben Rua não gostou do que ouviu na rubrica “Extremamente Desagradável”, que Joana Marques assina no programa “Às Três da Manhã”, da Rádio Renascença. A humorista analisou a recente entrevista do apresentador da TVI a João Paulo Sousa e Ana Martins com aquela ironia que a caracteriza… e o manequim não gostou. Ruben Rua recorreu às redes sociais para fazer um desabafo, esta quarta-feira, 13 de outubro.

“É triste que algumas pessoas se lembrem de nós quando querem promover os seus livros e depois sejam, constantemente, extremamente desagradáveis. Os limites do humor são discutíveis, os da educação seguramente que não”, começou por dizer.

“Assim como a fundamentação e contextualização, que ao contrário do ar que diminui a sua densidade com o aumento da altitude, deveriam ser mais sustentadas”, rematou nas stories, ferramenta do Instagram.

Veja tudo aqui.

Texto: Joana Dantas Rebelo com Dúlio Silva, Fotos: TVI 

Siga a Revista VIP no Instagram