Rosa Grilo
Conta nova versão sobre o assassinato do marido

Nacional

«Não podia contar a história verdadeira na altura porque estava a ser ameaçada»

Qua, 17/10/2018 - 15:00

Rosa Grilo tem uma nova versão sobre o caso do homicídio do marido, o triatleta Luís Grilo. A mulher defende-se dizendo que estava a ser «ameaçada» e que por isso não podia contar a verdade. «Não podia contar a história verdadeira na altura porque estava a ser ameaçada». 

Esta nova versão foi contada no programa sobre crime da SIC, Linha Aberta, apresentado por Hernâni de Carvalho. A mulher de Vila Franca de Xira fez chegar a história através de uma entrevista dada na prisão a Ana Paula Félix.

Rosa Grilo faz referência a uns «angolanos» que andariam atrás do triatleta, pois Luís tinha estado em Angola há oito anos e tinha trazido aquilo a que chama «diamantes pequeninos».

No dia do crime, esses indivíduos angolanos, ao volante de um automóvel Volvo preto, bateram à porta da casa do casal. Luís Grilo abriu a porta e os três perguntaram pelas «encomendas».

Como Luís não deu aquilo que indivíduos queriam, estes entraram pela casa e tiraram-lhes a chave da casa de Benavila – a cerca de 130 quilómetros de onde viviam. Só o pai, o tio e a agora viúva é que tinham a chave dessa habitação.

Rosa Grilo diz que o casal ficou logo com as mãos atadas pelos homens e de joelhos na cozinha. Ambos foram agredidos. Rosa diz à SIC que Luís terá dito que as «encomendas» estavam na «caixa da garagem».

Nessa mesma caixa estava a suposta arma do crime, que era da posse de António Félix Joaquim, o alegado amante de Rosa Grilo. 

 

LEIA TAMBÉM: Rosa Grilo e Diana Fialho confidentes e amigas na prisão de Tires

 

Conheça a nova versão completa de Rosa Grilo aqui. 

Siga a Revista VIP no Instagram