Princesa Diana
25 anos da polémica entrevista que "arrasou" a Casa Real britânica

Realeza

Foi há precisamente 25 anos que a princesa Diana deu a entrevista mais polémica de sempre, onde expôs todos os "podres" do casamento com o príncipe Carlos.

Sex, 20/11/2020 - 15:41

A princesa Diana marcou para sempre a história da Casa Real britânica devido. O casamento da «princesa do Povo» com o príncipe Carlos foi um dos mais mediáticos de sempre, mas também um dos mais polémicos, devido a todos os escândalos que lady Di fez questão de revelar numa entrevista que deu e que faz esta sexta-feira, dia 20 de novembro, 25 anos.

Mais de duas décadas se passaram, mas a polémica conversa entre Diana Spencer e o jornalista da BBC Martin Bashir continua a ser um assunto discutido pela imprensa mundial e pelos fãs da família real britânica. 

O programa britânico Panorama entrou no palácio sem que ninguém soubesse, a não ser a própria princesa Diana, e foi seguido por quase 23 milhões de espectadores. "Estava preparada para a pressão envolvida em fazer parte da família real?", foi a pergunta com a qual Martin Bashir iniciou a entrevista. No início, tudo parecia estar encaminhado para ser uma conversa calma e sem qualquer tipo de polémica.

Mas lady Di decidiu fazer revelações inéditas que, até hoje, são discutíveis e nunca se saberá se são totalmente verdadeiras ou não. "Acho que há muitas pessoas que não querem que eu seja rainha. E com 'muitas pessoas' quero dizer a instituição que represento, porque decidiram que não sou aceitável", afirmou a mulher do príncipe Carlos, aproveitando o momento para deixar algumas indiretas à rainha Isabel II, com quem não tinha uma boa relação.

Diana sobre as infidelidades do príncipe Carlos: «Nós somos três neste casamento, isto é uma multidão»

A mãe de William e Harry falou ainda dos seus distúrbios alimentares, da anorexia, da depressão pós-parto. Mas o que realmente irritou a rainha Isabel II ao ver a entrevista foi quando Diana Spencer revela indiretamente que o marido, o príncipe Carlos, era infiel: "Nós somos três neste casamento, isto é uma multidão."

A rainha de Inglaterra ordenou, de imediato, que o divórcio avançasse. À data, Diana e Carlos já estavam separados, mas decidiram continuar casados por causa dos filhos e para evitar um escândalo ainda maior. No entanto, a entrevista de lady Di foi a 'gota de água' para a sogra e uns meses depois os dois divorciaram-se oficialmente.

Ainda na entrevista, Martin Bashir aproveitou para questionar Diana sobre a sua intenção ao ter alguns comportamentos polémicos, como quebrar o protocolo real e dar entrevistas como aquela que estava a acontecer. O jornalista perguntou, diretamente, se ela queria destruir a Casa Real devido à forma como foi "mal recebida" no Palácio de Buckingham. "Por que razão destruiria algo que é o futuro dos meus filhos? Eu gostava de ser rainha no coração das pessoas. Não me vejo como rainha deste país", respondeu. 

Lady Di: "A princesa dos media"

No dia 21 de novembro de 1995, o dia após à transmissão da entrevista, não existia outro assunto na imprensa mundial. A rainha de Inglaterra enviou uma carta aos príncipes de Gales a exigir que se divorciassem. E assim foi. Os termos do acordo de divórcio foram bastante vantajosos para Diana Spencer: a mãe de William e Harry manteve o título de princesa de Gales, bem como as suas dependências em Kensington [a residência oficial do príncipe William e Kate Middleton.] 

O correspondente da ABC News Chris Connely considera a princesa Diana a «rainha dos media» e explica o porquê de o ser: "Quando o casamento começou a desmoronar, ela fez um excelente trabalho tirando o melhor partido dos media a seu favor. Ela manipulou completamente o sistema porque era jovem, bonita, esbelta e atraente, era a sua arma secreta. A maior e melhor arma que ela usou."

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: Reuters

VEJA AINDA: O outro lado da princesa Diana: "Era matreira como uma raposa"

Siga a Revista VIP no Instagram