Gustavo Santos
Polémica em torno de declarações sobre Charlie Hebdo

Nacional

Comentários do apresentador são um dos assuntos do momento nas redes sociais

Qui, 08/01/2015 - 00:00

A opinião de Gustavo Santos sobre o atentado ao jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris, está a gerar polémica na Internet. Uma publicação que fez no seu Facebook tornou-se viral e originou centenas de críticas, algumas de outras figuras públicas. 

 

O apresentador escreveu a seguinte mensagem nesta rede social: “Liberdade de expressão é uma coisa, desrespeito gratuito e egóico pelas mais altas crenças dos outros, sejam elas quais forem, é outra. Infelizmente, um e outro ponto colidiram hoje. Que uns sejam apanhados e severamente julgados pelo que fizeram e que outros, os que tiveram sorte e ficaram, assim como tantos outros que fazem carreiras a ridicularizar a verdade de quem não conhecem de lado nenhum, aprendam alguma coisa com isto! Opinar sim, questionar também, agora gozar sistematicamente com convicções alheias é que me parece despropositado. Além disso, sempre que desrespeitamos alguém desta forma, estamos a trazer uma potencial ameaça para a nossa vida!”. De imediato, Gustavo Santos foi alvo de reações negativas, o que o levou a fazer outra publicação: “Depois de uma corrente tão inesperada de ofensas e outras interpretações, venho reforçar a minha ideia no sentido em que, naturalmente, não defendo qualquer atitude de terrorismo ou de violência. O mundo inteiro sabe que desafiar radicais e gente que não tem medo de morrer, cuja vida vale menos do que aquilo em que acredita, é uma tremenda ameaça. Este jornal já tinha sofrido um atentado, acontece que desta vez, e infelizmente, culminou no pior cenário possível. Nada justifica a ceifa de vidas humanas em prol de uma crença religiosa. Que as famílias se reergam e que os responsáveis por este ato hediondo sejam devidamente punidos.” 

Doze pessoas, entre membros da redação do Charlie Hebdo e polícias, morreram neste atentado. As autoridades têm em curso uma mega-operação para deter os suspeitos. 

 

 

Foto: Impala 

 

Siga a Revista VIP no Instagram