Ana Garcia Martins
Pipoca aposta na consultoria de imagem

Nacional

A conhecida bloguer ajuda a vencedora de um passatempo a renovar o guarda-roupa

Seg, 29/10/2012 - 00:00

 Ana Garcia Martins, a famosa bloguer autora de “A Pipoca Mais Doce”, foi escolhida para ser a Personal Shopper do passatempo My Style do Almada Fórum. A concorrente vencedora deste passatempo, cujas participações terminaram este domingo, dia 28, ganhará 250 euros para gastar numa sessão de compras com a supervisão de Ana Garcia Martins.

Em entrevista à VIP, a Pipoca Mais Doce fala sobre o seu gosto pela área de consultoria de imagem e revela que viaja esta semana para Nova Iorque para fazer uma formação na área da moda.

VIP- Como reagiu a esta proposta do Almada Fórum?
Ana Garcia Martins - Achei-a muito interessante, uma vez que passa pela área da consultoria de imagem, que é uma das coisas em que mais gosto de trabalhar. A possibilidade de ajudar alguém a construir o seu guarda-roupa e tirar o melhor partido possível da sua imagem é sempre muito aliciante.

O que pode esperar a pessoa que for consigo às compras?
Pode esperar um sessão de personal shopper divertida, descontraída, mas também prática e muito útil. Quero que a pessoa em questão fique a conhecer melhor o seu corpo, quais as coisas que mais a favorecem e que vá para casa com roupa e acessórios que reflitam a sua personalidade e o seu estilo. Ao mesmo tempo, espero também conseguir que a vencedora do concurso saia um bocadinho da sua zona de conforto e esteja disposta a entregar-se completamente nas minhas mãos. Prometo que vai ser uma tarde divertida às compras no Almada Forum.

O que lhe dá mais prazer neste tipo de experiência?
Sem dúvida o feedback que as pessoas me dão no final da experiência. Pequenas mudanças podem fazer imenso pela auto-estima de uma pessoa, e é engraçado como no final dizem sempre que nunca na vida teriam experimentado aquele vestido ou aquela cor mas que, afinal, gostaram imenso. Este é um trabalho gratificante mas que mexe muito com a sensibilidade das pessoas. Um consultor de imagem acaba por ter um papel quase de psicólogo, é preciso ter algum tato para lidar com questões ligadas à imagem.

Há algum tipo de peça que esteja proibido à partida?
Não. Costumo dizer que as pessoas têm de conhecer bem o seu corpo, o seu estilo e os seus gostos. Se assim for, não há como falhar, e vão acabar sempre por escolher peças que realmente lhes assentam bem.

Imagina-se a fazer de personal shopping a sua única tarefa profissional?
É uma área em que quero apostar cada vez mais. Fiz uma pós-graduação em Consultoria de Imagem e agora vou para Nova Iorque fazer mais alguma formação na área. Tendo uma loja, faz também sentido poder oferecer este serviço às clientes.

O que significa mudar/aconselhar alguém num processo tão pessoal e íntimo como escolher roupa?
Tal como já referi, é um trabalho que implica alguma sensibilidade. Na grande maioria dos casos, quem recorre a um serviço de consultoria é porque se sente, de alguma forma, insatisfeito com a sua imagem, e isso tem uma relação direta com o nível de auto-estima. O trabalho do consultor passa por restabelecer a falta de confiança que existe muitas vezes, ajudando a cliente a sentir-se bonita e confortável com a sua imagem.

Foto: Impala

Siga a Revista VIP no Instagram