Pedro do Big Brother
Recorda suicídio da avó, pelo qual se sentiu culpado

Nacional

Pedro partilhou no confessionário do Big Brother um dos momentos mais difíceis da sua vida: a morte da avó, que se suicidou por enforcamento.

Sáb, 07/11/2020 - 18:00

Pedro partilhou no confessionário do Big Brother um dos momentos mais difíceis da sua vida: a morte da avó, que se suicidou por enforcamento.

Antes de detalhar o acontecimento, o ilusionista amador contextualizou: “De dois em dois anos, mais ou menos, a minha avó tinha uma crise e dizia que não gostávamos dela ou que a minha mãe não gostava dela e que queria ir embora para a terra”. “Passado um dia ou dois ficava na cama e aquilo passava-lhe ou ia a algum psicólogo”, explicou sobre a avó que, na altura, tinha 76 anos.

Na altura do fatídico dia, Pedro regressava de uma viagem aos Açores. Passou pela casa da avó para depois tratar de uns afazeres. “Precisava de tratar do IRS, de vender um carro e assinar uns papéis que a minha mãe tinha pedido… passei pela casa dela e estava à janela. Disse-lhe adeus”, recordou em lágrimas.

LEIA AQUI: Carina perde a cabeça com Pedro: "Cheira mal, já me está a tirar do sério"

“Não desejo a ninguém”, diz o concorrente do Big Brother

Horas depois, o concorrente do reality show da TVI regressa a Alverca do Ribatejo, terra de onde é natural, e é quando recebe uma chamada telefónica de um familiar a contar o sucedido. “A minha prima ligou-me a dizer que a minha avó se tinha enforcado”, explicou Pedro emocionado. Para ele, já se tratava de um ato premeditado. “Ela já tinha tudo preparado com uma corda. Até os bombeiros ficaram completamente impressionados com a forma com que ela tinha feito aquilo”, disse, acrescentando: “Eu depois cheguei e ainda a vi no chão e foi um choque brutal que eu não desejo a ninguém”.

Após o trágico acontecimento, o mágico ilusionista amador sentiu-se culpado pelo trágico acontecimento: “Andei umas semanas a pensar que ela tinha feito aquilo porque não ia lá”.

Pedro diz que nunca imaginou que algo desta dimensão fosse acontecer à sua família. ” Tenho uma família normal. Ninguém discute com ninguém”. “Não nos apercebemos que era tão grave”, contou

A perda da avó trouxe uma mudança radical na forma como Pedro encara a vida. “A partir daí moldou a minha forma de ser”, disse chorando. “Fiquei mesmo muito forte. Depois daquilo, qualquer coisa que me possa acontecer é encarada com muita frieza, porque a vida são dois dias e podemos acabar em qualquer altura”. “Depois de acontecer uma coisa tão má como aquela que eu vi…é difícil acontecer algo pior. Levo tudo mais leve”.

“Onde ela esteja, espero que esteja bem e de certeza que ela quer que eu seja muito feliz”, rematou Pedro regressando para junto dos seus colegas na sala da casa situada na Ericeira.

Texto: Alexandre Oliveira Vaz Fotos: Reprodução Redes Sociais

Siga a Revista VIP no Instagram