Judite Sousa
Onda de apoio invade as redes sociais

Nacional

Filho da jornalista morreu este domingo

Dom, 29/06/2014 - 00:00

 Uma onda de apoio a Judite Sousa, que hoje perdeu o seu único filho, invadiu as redes sociais. Muitas figuras públicas usaram o Facebook para darem força à jornalista da TVI.

André Sousa Bessa morreu este domingo, aos 29 anos, na sequência de um acidente que sofreu numa piscina na madrugada de sábado quando se encontrava na casa de uns amigos, em Picheleiros, na zona de Azeitão.

Leia aqui algumas das mensagens:

Katia Aveiro: “Os meus sentidos pêsames a Judite Sousa e família...uma mãe ver partir um filho deve ser uma dor sem tamanho. em meu nome e da minha família um abraço de carinho e conforto desejando força neste momento de dor”

Dália Madruga: “Nunca nenhuma mãe deveria passar por tamanha provação... e os nossos filhos deviam ser eternos! Imensa tristeza”

Andreia Dinis: “Não consigo, nem quero, imaginar a dor de perder um filho. Não existirá, seguramente, dor maior. Hoje partiu o filho de Judite Sousa mas, diariamente muitos pais passam por este pesadelo. A todos eles, que Deus dê muita força para ultrapassarem tamanha provação.”

Patrícia Bull: “Nenhuma Mãe deveria perder um filho. Nem por nenhuma Lei da Natureza nem por nenhum desígnio de Deus.”

Bárbara Guimarães: “Há momentos em que nada faz sentido, em que percebemos que um segundo nos mostra que a vida é um dom raro e é tão frágil que temos de a respeitar. Toda a minha energia, toda a minha força, todos os meus sentimentos estão com a Judite. A minha amiga Judite vive a maior dor que alguma mãe pode sentir.... Que uma família e amigos podem sentir.... Luz, muita luz nesta imensa dor....”

Apresentadora Fátima Lopes: “Nenhuma mãe está preparada para a perda de um filho. Não sei o que dizer à Judite. Estou em estado de choque.”

Rita Ferro Rodrigues: “Tenho os meus pensamentos e todo o meu amor com a Judite Sousa”

Cristina Ferreira: “Estou desde ontem sem saber se devia ou não escrever alguma coisa. Há alturas em que o silêncio é o que nos resta.”

Tânia Ribas de Oliveira: “Judite, Pedro e todos os pais que perdem os seus filhos: não há palavras que vos aconcheguem a alma. Não há nada. Pouco resta depois da morte de um filho. Sobrevive-se, mas deixa de se viver.”

Núria Madruga: “Tão anti-natura. Tão cruel. Tão injusto. Força para os pais do André e para todos os pais que estão a passar pela maior provação de todas.”

Siga a Revista VIP no Instagram