O próximo casamento real em Windsor
Lady Gabriella e Thomas Kingston casam-se este sábado

Realeza

No próximo dia 18 de maio, lady Gabriella de Kent e Thomas Kingston protagonizarão o terceiro casamento real em Windsor, em apenas um ano

Qui, 16/05/2019 - 09:34

Lady Gabriella de Kent é prima da rainha de Inglaterra, jornalista de profissão, 51.ª na linha de sucessão ao trono britânico e, aos 38 anos, vai protagonizar, com Thomas Kingston, o próximo casamento real no Castelo de Windsor, um dia antes do primeiro aniversário de casamento dos duques de Sussex, Harry e Meghan, a 18 de maio.

Gabriella Marina Alexandra Ophelia Windsor nasceu a 23 de abril de 1981 e é a única filha do príncipe Miguel de Kent, um neto de George V e da rainha Maria de Teck, e de Marie-Christine von Reibnitz. Lady Ella Windsor (como ela gosta de ser tratada) tem um irmão mais velho, Frederick Windsor, de 40 anos, que ocupa o 50.° lugar na linha de sucessão ao trono britânico. 

Lady Gabriella recebeu a educação inicial em Downe House, no condado de Berkshire, mas concluiu a licenciatura na Universidade de Brown, em Providence, nos Estados Unidos, tendo-se graduado em Literatura Comparada. Desde então, tem colaborado profissionalmente com publicações renomadas, como The Spectator, a Hello ou o Daily Mail, entre outras. Antes de se formar, viajou por Espanha, Itália e América do Sul. Para além do seu trabalho como jornalista, Gabriella é igualmente filantropa e, atualmente, diretora sénior da Branding Latin America, assim como da organização não-governamental Playing For Change, um projeto multimédia criado com o objetivo de unir músicos do Mundo inteiro em prol de mudanças globais. Já o seu noivo, conheceu-a há cerca de quatro anos e trabalha na banca privada e no mercado especulativo.

Nos últimos 12 meses, o Castelo de Windsor já foi palco de outros dois casamentos reais, cada qual com a sua dose de imponência. Primeiro, a 19 de maio, a boda real mais esperada dos últimos tempos, a do príncipe Harry com Meghan Markle; a 12 de outubro, foi a vez da princesa Eugenie de York e de Jack Brooksbank. Para o enlace que se avizinha foram convidadas centenas de pessoas, apesar de a cerimónia ser de caráter mais íntimo que as anteriores. Após a mesma, a rainha não oferecerá a tradicional receção aos convidados no interior do castelo, pois ela é, nesta cerimónia, uma convidada de honra. No entanto, durante a tarde os noivos e convidados continuarão a festa em Frogmore House. Na lista estão diversos elementos da família real, para além de Isabel II e dos pais da noiva, os príncipes Michael de Kent. Quem não vai estar, certamente, serão os duques de Sussex, que ficarão em casa a aproveitar a recém-paternidade.

Gabriella de Windsor é prima, em segundo grau, de Isabel II, devido ao seu pai, Michael de Kent, que é neto do rei Jorge V e da rainha Maria. Apesar de não ter oficialmente deveres reais, tem representado frequentemente a rainha em algumas iniciativas. O príncipe Miguel tem o seu próprio negócio de consultoria e já apresentou alguns documentários de televisão sobre as famílias reais da Europa.

Para a cerimónia de 18 de maio, é grande a expectativa sobre a autoria do vestido da noiva e, principalmente, sobre a tiara que a noiva irá usar. Muito provavelmente, será a tiara City of London a eleita. Esta foi oferecida à princesa Marina da Grécia e Dinamarca, a avó de Ella, pela cidade de Londres quando casou com o duque de Kent, em 1934. Há igualmente possibilidade de a noiva poder usar a tiara Kent Pearl Festoon, herdada pela princesa Michael de Kent, em 1968.  

Texto: Luís Peniche; Fotos: Reuters  

Siga a Revista VIP no Instagram