Miguel Pedrosa E Carina Vaz
“O casamento vai acontecer com naturalidade”

Famosos

Em comum têm o gosto pelo desporto, que se reflete nos corpos cuidados que exibem

Sex, 22/08/2014 - 00:00

Juntos há cerca de dois anos, Miguel Pedrosa, 41 anos, e Carina Vaz, 32, estão tão apaixonados como no dia em que começaram a namorar, depois de se terem conhecido através de amigos em comum. Na altura, o atual agente desportivo tinha-se divorciado de Luísa Beirão - com quem esteve casado 11 anos e de quem tem dois filhos: Isabel, de cinco anos, e Frederico, de três -, e reencontrou o amor e a estabilidade ao lado da jornalista. A VIP encontrou o casal numas férias a dois no Algarve e comprovou a grande cumplicidade que os une, e que é também expressa pelas alianças que ambos usam na mão direita.

VIP – Vocês são presenças assíduas no Algarve nesta altura do ano...
Carina Vaz –
Sim, fazemos questão de vir aqui uns dias, de passar algum tempo com os filhos do Miguel, e de estarmos uns tempos sozinhos.
Miguel Pedrosa – Dividimos o tempo entre o que é realmente importante. Aproveitamos para passear no nosso País, valorizar o que é nosso. O Sul tem umas condições maravilhosas. Ter casa cá permite-nos a oportunidade de gozar de praia, de espaços de descanso e de lazer. É também um espaço ótimo para os meus filhos. Eles já cá estiveram e vão voltar a estar connosco nos próximos dias. Vamos gerindo tudo da melhor forma.

Carina, costumava ver os jogos do Miguel?
CV – Não, curiosamente, não me lembro do Miguel a jogar. Também nunca liguei muito a futebol e não sou do Sporting. Quando ele jogava eu ainda era muito jovem, estava na faculdade. Mas vi fotografias.
MP – É natural que ela não tenha visto (risos). Mas, apesar de o meu passado estar ligado ao passado. Prefiro pensar no presente e no futuro. Estas questões do futebol ficam, mas tenho outras ideias que quero pôr em prática, e aí sim, a Carina vai acompanhar-me.

E o Miguel, via os programas da Carina?
MP -
Muito sinceramente, eu não sigo muito programas de televisão, mas conhecia a Carina. Mas não é por isso que nós estamos aqui juntos. As coisas acontecem, e a realidade é que nós nos conhecemos e demo-nos bem.

Casar é um desejo?
MP -
Temos falado sobre isso, é normal. Temos de estar em sintonia para isso acontecer e isso significa que temos de nos conhecer todos os dias, fazer evoluir a nossa relação, solidificarmos os sentimentos. Vai acontecer com naturalidade.
CV -
O relacionamento é feito por etapas. Obviamente que, sendo uma relação de futuro, provavelmente o casamento será mais uma etapa que vai acontecer no momento certo, com naturalidade.

Tal como os filhos?
CV -
Sim, o pensamento é igual. Essa ainda será outra etapa.
MP - Nós não programamos nada, mas a relação vai evoluindo com todas as etapas e nós temos pensado sobre isso

Qual dos dois é o mais romântico?
CV -
Eu sou mais romântica (risos). Às vezes, digo-lhe ‘amor, devias ser mais romântico’. Os homens são desligados.
MP - Não é por mal... Temos de melhorar um bocadinho todos os dias.
CV - Já é bom ele pensar assim (risos).

Vocês complementam-se?
CV -
Sim, partilhamos os mesmo valores, que acho que é o mais importante e é o que nos mantém juntos. Depois, eu falo de tudo, não guardo nada para mim. Falo, partilho, e é assim que uma relação deve ser. Só da comunicação é que as relações podem evoluir.
MP - Eu sou muito brincalhão e, às vezes, temos de nos aturar um ao outro (risos). Por outro lado, sou muito realista e tenho noção de que nós temos de fazer esforços todos os dias. Temos de perceber que os dias não são todos iguais, nem todos bons, e esforçarmo-nos para que a relação dê certo.

Texto: Sónia Salgueiro Silva; Fotos: Helena Morais

Siga a Revista VIP no Instagram