Noémia Costa
A morte da mãe, a mudança para o Reino Unido e o passado com Licínio França

Nacional

Noémia Costa abre o coração a Júlia Pinheiro: «Sabia ver quando eu estava mal»

Qua, 29/01/2020 - 07:00

Júlia Pinheiro recebeu Noémia Costa no programa Júlia desta terça-feira, dia 28 de janeiro. A atriz dá vida a Prazeres, uma fã incondicional de Marco Paulo, na novela Terra Brava, da SIC. Porém, na vida real também admira o cantor e, por isso, foi surpreendida pelo artista no formato da estação de Paço de Arcos. 

Enquanto Marco Paulo falava, num vídeo anteriormente gravado, Noémia emocionou-se. O cantor dizia: «Fico muito feliz por lhe ter transmitido esse gosto por mim», referindo-se à mãe da atriz. Por isso, Noémia Costa não conteve as lágrimas. 

«Gosto muito do Marco, ele já tinha contracenado comigo. E agora calhou novamente o Marco, há qualquer coisa com o Marco (…) A minha mãe adorava o Marco Paulo», revela à apresentadora.  

A mãe de Noémia Costa morreu em novembro de 2019. Ainda de luto, a atriz apareceu com um visual totalmente preto. Porém, esclareceu: «Não tem a ver com isso».

«Sabia ver quando eu estava mal» 

Com a voz embargada, Noémia Costa falou da perda marcante. «Fez dois meses. Viveu durante um tempo comigo, viveu também com o meu irmão. Eu tive de ir para Inglaterra, ficou ao cuidado dos meus irmãos. Depois já não andava e foi para uma residência», contou. 

A progenitora da atriz tinha 94 quando morreu. Noémia confessou. «Nunca estás preparada. E eu que sou pessoa crente, acredito que vamos para um sítio melhor. (…) Como tudo aquilo que antecedeu a partida dela, o tempo que fui obrigada a estar longe dela… Enfim», desabafou. 

«A minha mãe era a minha melhor amiga, era a minha confidente. Sabia ver quando eu estava mal», referiu. 

Ao recordar uma fotografia de família, Noémia Costa chorou. «Ali está o meu pilar. O meu pai, a minha mãe e a Joana [filha]. Agora só tenho a Joana», disse, em lágrimas. «Agora estão num sítio sem dor, só em paz e amor.»

A mudança para Inglaterra

Teresa surpreendeu a atriz, de 55 anos, ao aparecer no estúdio. A irmã mais velha de Noémia Costa falou sobre o tempo em que a viu partir para Inglaterra, sem trabalho. «Os dois anos em que a minha irmã esteve fora, sem emprego, foram extraordinariamente penosos. Ela parte pouco tempo depois de perdermos o pai. A mãe já estava debilitada. Imagine o que é para uma senhora com 92 anos saber que a filha não tem emprego, não está a fazer aquilo que fez uma vida inteira e que tem de ir embora. Foi muito penoso.»

«Quando eu decidi, pensei: 'Está a acabar o dinheiro todo e eu não posso continuar assim.'» Foi assim que Noémia decidiu emigrar durante dois anos. 

Trabalhou na área da saúde mental no norte de Inglaterra. Teve de lidar com doentes com Alzheimer e com problemas de demência «muitas vezes provocados pelo álcool».

«Havia uma das alas em que estive a trabalhar que era só de homens agressores sexuais. Havia também lá um que tinha matado a mulher. Era alta demência. Ali era um bocado difícil. (…) Às vezes ligava para a Teresa a chorar.»

«A única coisa que quero lembrar-me do Licínio é que a minha filha foi feita com muito amor»

Durante o programa, Noémia Costa recordou também a relação terminada com Licínio França. O casal de atores esteve junto durante 22 anos e separou-se há 14. 

«Quando começámos a viver juntos, depois entretanto aconteceu a Joana, bastante planeada. Tempos mais tarde, o Licínio disse-me: 'Vamos casar?'» Noémia não quis, nunca fez parte dos planos. 

Mais tarde, «a relação descambou». A violência doméstica atormentou a atriz, tal como contou no Alta Definição. «Fica aqui que é a última vez que vou falar da minha relação com o Licínio. Isto é sempre tão… É a mesma coisa que perguntares a uma pessoa que foi magoada diversas vezes. Vai-se lá outra vez», referiu. 

«A única coisa que quero lembrar-me do Licínio é que a minha filha foi feita com muito amor. Houve relações muito pequenas, a minha durou 22 anos por causa disso», explicou. 

O vício no jogo aliado à violência verbal e física por parte de Licínio, deitaram Noémia abaixo. Porém, a atriz evita focar-se no assunto. «Eu não vou muito ao passado. É talvez a forma que arranjo de continuar. Eu não tenho pena de mim mesma. Não posso nem devo. Há que ir à luta, portanto, os tempos de choro têm um período curto. Ou é a conduzir… Mas logo que começo a fazer um regresso ao passado, penso sempre: 'O melhor está para vir'.»

De acordo com a TV7 Dias, Licínio França sofre, atualmente, de Alzheimer. O ator não reconhece ninguém, pois a memória já está muito afetada. 

Noémia Costa vai ser avó de um rapaz

Por fim, Noémia Costa foi surpreendida pela filha. Joana anunciou em direto que vai ser mãe de um rapaz: «Vamos ter um Lucas. Um rapagão».

Aos 55 anos, a atriz vai estrear-se no papel de avó e essa novidade deixa-a de sorriso no rosto. Porém, a conversa não terminou sem um conselho de Júlia Pinheiro. «Trata um bocadinho de ti. Tu estás triste. Estás a precisar de chorar mais um bocadinho. Para depois receberes aqui este Lucas», pediu a apresentadora. 

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Impala e reprodução Instagram

 

Siga a Revista VIP no Instagram