Amber Heard
Mulher de Johnny Depp vai ser julgada na Austrália

Internacional

No seguimento do episódio de entrada ilegal dos seus cães naquele país, sem cumprir a obrigatória quarentena, Amber Heard tem agora de enfrentar a barra dos tribunais

Qui, 16/07/2015 - 15:00

Amber Heard foi intimada a dirigir-se a um tribunal australiano, para ser julgada por importação ilegal de animais para aquele país, num jato privado. Neste caso, estão em causa os dois pequenos cães da atriz, dois Yorkshire Terriers de nome Pistol e Boo, que, em abril passado, acompanharam o casal e aterraram em Brisbane sem a devida autorização de permanência.

 

Johnny Depp e Amber Heard deslocavam-se à Austrália para promover a nova sequela de Piratas das Caraíbas e o ator decidiu regressar aos Estados Unidos à pressa para não correr o risco de ficar sem as suas adoradas mascotes.

 

Entretanto, uma porta-voz do Departamento de Agricultura australiano confirmou que Amber Heard foi intimidada e será julgada num tribunal do estado de Queensland em setembro e que a pena poderá oscilar entre uma multa e dez anos de prisão. Segundo aquela responsável, "todos os animais que entram no país têm de ter uma licença de importação e passar por diversos testes e exames de saúde, certificados por um veterinário governamental para prevenir que doenças externas ao país possam ser trazidas para cá".

 

O caso tomou particular importância quando o Ministro da Agricultura, Barnaby Joyce, ordenou que os dois cachorros abandonassem imediatamente o país ou seriam abatidos. Para aquele membro do governo australiano, "somos todos iguais perante a Lei australiana" e não se importa que Johnny Depp seja considerado o homem mais sexy do mundo, "mesmo assim tem de obedecer às regras de quarentena".

 

Para já, Johnny Depp regressou à Austrália, onde tem andado a promover a quinta sequela de Piratas das Caraíbas, com ações de sensibilização em hospitais de crianças, onde surge vestido como Jack Sparrow, a principal personagem do filme, enquanto Amber Heard já jurou à Imprensa norte-americana que vai passar a evitar aquele país...

 

Texto: LP; Fotos: Impala

Siga a Revista VIP no Instagram