Sofiya Muzychak
"A minha alma é portuguesa"

Nacional

Sofiya nasceu na Ucrânia, mas é em Portugal que imagina o seu futuro

Qui, 09/10/2014 - 00:00

Nasceu na Ucrânia e veio para Portugal com 12 anos. Os primeiros tempos foram complicados, mas Sofiya Muzychak acabou por se adaptar a um país que agora ama. Na Casa dos Segredos encontrou o ex-namorado e viu-se envolvida num quadrado amoroso, algo para o qual não estava preparada. Em conversa com a VIP, confessa que não imagina o seu futuro amoroso ao lado do antigo companheiro, revela o sonho de ser atriz e garante que o seu futuro passa por Portugal.

VIP – Nasceu na Ucrânia. Com que idade é que veio para Portugal?
Sofiya Muzychak –
Vim com 12 anos.

Que memórias guarda desses tempos e da educação rígida que teve?
Foram tempos muitos bons. É certo que tive essa educação, mas sempre fui uma criança um pouco revoltada e rebelde (risos).

Como foi a sua adaptação a Portugal?
Desde pequena que tendo a ver as coisas pelo lado positivo. Por mais que custe, tento ultrapassar, desistir não é opção. Foi complicado porque não sabia falar. Levou a que me fechasse, até porque as raparigas gozavam comigo e humilhavam-me por ser ucraniana. Fui crescendo e percebi que não valia a pena ser uma pessoa fechada porque não sou assim. E acabei por me revoltar novamente (risos).

O seu futuro é em Portugal ou na Ucrânia?
Só me imagino em Portugal. Cresci na Ucrânia e fui educada lá, mas foi em Portugal que me fiz mulher. Costumo dizer que o meu coração é ucraniano, mas a minha alma é portuguesa. Prefiro os portugueses e Portugal. As pessoas são mais simpáticas e é tudo mais fácil. Os ucranianos são muito frios e as pessoas não querem saber umas das outras.

Foi a sua rebeldia que a levou à Casa dos Segredos?
Não (risos). Foram as minhas amigas que me inscreveram.

Entra na Casa e faz parte de uma história de amor com o seu ex-namorado e duas mulheres...
De terror (risos).

Foi mau ver-se envolvida naquele quadrado amoroso com o Bruno, a Inês e a Flávia?
Claro. Muito mau. Como concorrente mas, acima de tudo, como pessoa. Não estava à espera de ver aquelas três pessoas. Foi complicado.

Fica a ideia de que o Bruno gosta de si. Acredita nos sentimentos dele?
Acho que é jogo. Já vi o vídeo de apresentação dele e não acredito em nada daquilo. Ele não é assim. Fiquei chocada com o que vi.

Acredita que têm futuro cá fora?
Não. Não preciso de um homem daqueles. Já fui muito feliz com ele, mas também já fui infeliz. Se voltarmos, não sei se será a mesma coisa. Ainda sou nova e não tenho pressa. Prefiro, e tento, fazer sozinha tudo por mim e pela minha vida. É mais fácil. Os erros são meus. É melhor assim.

Sonha casar e ter filhos?
Claro. Quero casar-me e gostava de ter um filho até aos 25 anos. Quero dar-lhe tudo. Não quero que seja o meu marido. Quero ter as minhas coisas e desejo uma vida confortável.

O que gostava que acontecesse na sua vida profissional, depois do programa?
O que poderia vir a acontecer no futuro foi um dos motivos pelos quais aceitei participar. Gosto de trabalhar na área da maquilhagem e tratamentos de rosto. O meu grande sonho é ser atriz, mas são necessários muitos estudos para isso.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Luís Baltazar; Produção: Nucha;
Maquilhagem e cabelos: Vanda Pimentel com Produtos Maybelline e L’Oréal Professional

Siga a Revista VIP no Instagram