Métodos de Confeção
Descubra se está ou não a fazer as escolhas certas na hora de cozinhar

Nacional

São vários os métodos de confeção que podemos utilizar para cozinhar as nossas refeições, mas nem sempre fazemos as escolhas corretas e podemos estar a pôr a nossa saúde em risco.

Seg, 02/09/2019 - 21:30

Existem várias formas diferentes de confecionar os alimentos e, muitas vezes, recorremos àqueles que são mais fáceis e rápidos. No entanto, nem sempre são os mais saudáveis e adequados para os diferentes tipos de refeições e alimentos. 

Neste sentido, a nutricionista Catarina Sofia Correia, da Clínica Tejo Saúde, disponibilizou à VIP uma lista com os métodos de confeção mais comuns e algumas dicas sobre como os utilizar de forma correta, sem que os alimentos percam propriedades.

1. Cozer e Cozer a vapor 

Este é um dos métodos de confeção mais saudável. Em primeiro lugar, não exige a utilização de qualquer tipo de gordura e os alimentos, por serem confecionados a altas temperaturas, são expelidas todas as bactérias que possam conter. No entanto, os alimentos cozidos em água podem perder vitaminas. Opte por cozer a vapor. 

Dicas para cozer os alimentos de forma correta: mantenha a tampa sempre fechada para que os alimentos não percam nutrientes, tempere a água com ervas aromáticas para dar mais sabor aos alimentos e cozinhe apenas a quantidade necessária, evite excessos. 

2. Grelhar

O ideal é utilizar uma frigideira anti-aderente de boa qualidade para evitar gorduras. Coloque os alimentos na chapa apenas quando a superfície estiver bem quente, para evitar a formação de substâncias cancerígenas. Evite grelhar com carvão e não coma as partes queimadas dos alimentos.

3. Assar

Neste modo de confeção já é necessária a utilização de um pouco de gordura portanto opte pelo azeite em vez da margarina ou óleo. Os alimentos devem estar em cortes largos para manterem a suculência e o sabor. Para evitar que os nutrientes se percam e que os alimentos fiquem demasiado secos, embrulhe-os numa folha de alumínio

Dicas para assar os alimentos de forma correta: tempere os alimentos com limão, vinho, especiarias e/ou ervas aromáticas para diminuir no sal e utilize cebola, alho ou tomate para fazer refogado.

4. Estufar

Muitas vezes evitamos estufar os alimentos por ser um processo muito demorado. A cozedura é realizada em lume brando e utiliza-se pouca gordura com a água libertada pelo alimento. 

Dicas para estufar de forma correta: tente cortar os alimentos do mesmo tamanho para que fiquem cozinhados ao mesmo tempo e acrescente legumes e ervas aromáticas para dar mais sabor. 

5. Saltear

Para saltear os alimentos são utilizadas pequenas quantidades de gordura e os alimentos são cozinhados em lume alto. O ato de saltear requer que os alimentos sofram choques de temperatura pelo aquecimento prévio da gordura utilizada. Opte pelo azeite e evite margarina e óleo

6. Fritar

Este é o modo de confeção que deve ser evitado, devido ao facto de serem produzidas substâncias tóxicas que podem ser prejudiciais para a saúde e contribuir para doenças cardiovasculares. A fritura reduz os nutrientes e aumenta as calorias porque os alimentos ficam submersos em gordura a elevadas temperaturas, acabando por a absorver em grandes quantidades. Os óleos utilizados sofrem alterações rápidas e muito complexas devido às altas temperaturas a que são sujeitos e podem contribuir para o desenvolvimentos de células cancerígenas

Dicas para fritar de forma correta: coloque o alimento em papel absorvente após fritura para absorver a gordura em excesso e evite reutilizar o óleo.

Estas são algumas das dicas que pode seguir para cozinhar de forma mais saudável e equilibrada. Sempre que possível, evite fritos e cozinhe as suas refeições a vapor. 

Texto: Redação Win/Conteúdos Digitais; Fotos: DR 

Siga a Revista VIP no Instagram