Meghan Markle
Causa polémica ao comparar uso de redes sociais ao consumo de droga

Realeza

Meghan Markle afirma, em nova entrevista, que as redes sociais são tão prejudiciais quanto as drogas. E diz que não faz ideia do que dizem a seu respeito online

Seg, 19/10/2020 - 10:47

Meghan Markle causa polémica ao afirmar, em nova entrevista, que as redes sociais são tão prejudiciais quanto as drogas. E diz que não faz ideia do que dizem a seu respeito online.

A duquesa de Sussex revela, também, que não usa redes sociais «há muito tempo» por uma questão de autopreservação. Esta foi a segunda vez, no mês de outubro, que a mulher do príncipe Harry foi entrevistada para a revista Fortune, mas agora no âmbito da cimeira virtual Most Powerful Next Gen. 

LEIA AQUI: Meghan Markle diz que foi «a pessoa mais assediada na Internet em 2019»

«É prejudicial para a saúde», diz Meghan sobre as redes sociais

«Fiz uma escolha pessoal de não ter qualquer conta, portanto não sei o que anda por aí e, de muitas formas, isso foi útil para mim», afirmou. 

«Tenho muitas preocupações com quem se tornou obcecado por isto, que faz parte da nossa cultura diária e, para tantos, é um vício (…) Há poucas coisas no mundo às quais chamamos utilizadores aos envolvidos. As pessoas viciadas em drogas são chamadas de utilizadores e as pessoas que estão nas redes sociais são chamadas de utilizadores. Há ali algo algoritmicamente que está a criar essa obsessão e penso que é muito prejudicial para a saúde», explicou.

Antes de conhecer príncipe e 'virar' duquesa, a ex-atriz, de 39 anos, tinha uma presença forte nas redes sociais, incluindo um blogue de sua autoria. Mas nos meses que antecederam o noivado, encerrou todas as contas pessoais. Após o casamento, Harry e Meghan criaram as contas oficiais Sussex Royal no Twitter e Instagram, mas delegaram a gestão das mesmas.

VEJA AQUI O VÍDEO DA ENTREVISTA:


Texto: Inês Neves; Fotos: reprodução Instragram, D.R.

Siga a Revista VIP no Instagram