Mastectomia por engano: caso real
Mulher acorda sem os dois peitos por erro médico

Saúde e Beleza

O testemunho de uma mulher que, após a luta contra um cancro, perdeu os dois peitos numa mastectomia por engano

Ter, 04/06/2019 - 17:29

Susana Tomé estava grávida do segundo filho quando descobriu que tinha cancro da mama. Aceitou fazer uma mastectomia à mama direita, mas quando acordou da anestesia tinham-lhe retirado os dois seios, deixando-a com uma fisionomia desfigurada.

Foi no programa de Júlia Pinheiro, na SIC, que Susana Tomé recordou a vida que tinha antes do alegado erro médico. «Sempre fui muito ativa, adorava aquilo que fazia. Era muito vaidosa e elegante», começa por contar.  O pior dos diagnósticos chegou em plena gravidez, uma das fases mais bonitas e felizes da vida de uma mulher.

A jovem, que foi obrigada a retirar o silicone que tinha colocado anos antes, ultrapassou um período muito difícil e complicado e não esconde a emoção ao recordar tudo o que viveu. Susana fez seis ciclos de quimioterapia e 30 sessões de radioterapia. Mas o pior ainda estava para vir.

Susana acordou e não tinha as duas mamas

Seis anos depois do diagnóstico e recuperada do cancro, Susana decide reconstruir o peito. «Depois de muita guerra… Foram dois anos para decidir o que fazer. Deveria ter sido um procedimento normal… Para reconstruir uma mama, deveria ser submetida a uma mastectomia bilateral. Mas a mama esquerda não tinha absolutamente nada. Mas eu não queria aceitar, não tinha estrutura psicológica e tinha direito ao meu seio esquerdo, que estava normal», recorda aquela que assinou, em 2015, o primeiro consentimento informado para ser feita a mastectomia total, da qual decidiu desistir.

Pouco tempo depois assinou o segundo, que deveria ter sido considerado válido, a autorizar apenas a mastectomia à mama direita.

«Nunca percebi por que razão acordei sem os dois peitos. Mais tarde tive conhecimento, através do relatório do IGAS (Inspeção-Geral das Atividades em Saúde), que foi o próprio doutor que decidiu fazê-lo», relatou Susana. 


Leia o testemunho completo de Susana Tomé aqui.  

Siga a Revista VIP no Instagram