Marco Paulo sobre o cancro
«Estou um bocadinho inchado, porque fui todo cortado»

Nacional

Marco Paulo conta que fica triste quando se vê ao espelho, que a roupa não lhe serve e que o cabelo já lhe começou a cair.

Sex, 28/02/2020 - 13:44

Marco Paulo foi ao Programa da Cristina para falar da batalha que atravessa contra um cancro de mama.

O cantor, de 75 anos de idade, chegou à casa da estrela da SIC sorridente e «bonito», como Cristina Ferreira lhe disse. Mas apesar da «boa» aparência, o artista alertou que tinha de ir «devagarinho» para o sofá, pois a operação ainda é «muito recente». A intervenção aconteceu a 21 de janeiro, dia em que celebrou 75 anos, e foi-lhe retirado o tecido mamário da mama direita e os gânglios linfáticos da respetiva axila.

Marco Paulo disse que não sentia dores, mas, sim, inchado. «Não tenho dores. Mas estou um bocadinho inchado. Porque fui todo cortado aqui, tirei a axila e a mama toda».

«Consigo ver-me ao espelho, mas fico muito triste»

Apesar do pânico que tem em ver sangue e de se cortar, o cantor popular português garante que foi para a mesa de operações «cheio de força». «Pensei: vou, vou ser operado, vou ser cortado, que é uma coisa que me custa imenso, nem que seja num dedo. Tenho medo de me cortar. O sangue. Mas eu quero-me tratar. Não se pode brincar com a saúde«, explicou.

Ainda que o sorriso tenha estado sempre presente no rosto, Marco Paulo lamentou-se a Cristina Ferreira sobre o facto de a roupa não lhe servir e de se sentir quando encara o seu reflexo.

«Ainda fui a tempo de limpar tudo, quer nas axilas, quer na mama. Tenho uma cicatriz muito grande. A mama foi toda tirada (...) Consigo ver-me ao espelho, mas fico muito triste. Às vezes quero levantar o braço, mas não consigo. A roupa não me serve, porque as costas, debaixo do braço, peito, toda esta parte está muito inchada.»

O cabelo já começou a cair

«Ontem o meu cabelo começou a cair. É desagradável sair do banho, ir ao espelho, pentear-me e ver que o meu cabelo está a cair. Estava com receio de vir aqui com um boné ou uma boina que já me deram», desabafou sobre os efeitos da quimioterapia.

Marco Paulo já fez, de 15 em 15 dias, sessões «mais agressivas» de quimioterapia, que deram agora lugar a «outras mais leves, feitas todas as semanas».

Sem efeitos secundários, o artista prepara agora, entusiasmado, o concerto que irá dar no dia 21 de março, na cidade do Porto.

«Mesmo que não tenha cabelo, os meus fãs vão perceber tudo isso. Eu preciso é de força, de alegria, quero muito barulho à minha volta. Isso vai-me ajudar muito», diz. «Os médicos não me desaconselharam a fazer o espetáculo. Disseram-me: faça. Se tiver de fazer quimioterapia antes, passamo-la para depois», conta.

Apesar de se sentir bem e com força, o cantor foi obrigado a cancelar o espetáculo que tinha marcado para 3 de maio no Olympia de Paris. «Só houve um concerto que cancelámos mais por segurança. Porque em França não se brinca. Mas adiámo-lo para outubro», explica.

 

Texto: Inês Neves; Fotos: Impala e reprodução Instagram

Siga a Revista VIP no Instagram