As maiores mentiras dos portugueses
As publicações falsas sobre as férias

Nacional

«Trinta e seis por cento dos portugueses têm vergonha de revelar o local para onde vão de férias e 30 por cento mentem porque querem impressionar os amigos e os familiares»

Ter, 18/06/2019 - 21:20

Um estudo europeu revelou que 60 por cento dos portugueses mentem sobre o seu destino de férias e que alguns chegam mesmo a publicar fotografias falsas nas suas redes sociais.

As razões que levam os portugueses a mentir são surpreendentes. Trinta e seis por cento dos portugueses têm vergonha de revelar o local para onde vão de férias e 30 por cento mentem porque querem impressionar os amigos e os familiares.

Cerca de dez por cento dos portugueses que mentem assumiram que chegam mesmo a publicar fotografias falsasnas redes sociais. Outros (17 por cento)  viajam «às escondidas» e preferem dizer aos amigos e familiares que não foram de férias para lado nenhum e 11 por cento confessa que mentem porque queriam ser «como os outros».

Os colegas de trabalho são as pessoas mais frequentemente enganadas (35 por cento), logo a seguir vêm os amigos (28 por cento) e só depois os familiares (10 por cento).

Destinos de férias inventados

O estudo realizado por uma agência de viagens nacional revelou ainda quais são os destinos de férias mais inventados pelos portugueses.

Os continentes mais referidos foram a América (31 por cento), a Europa (26 por cento) e a América do Sul (20 por cento). A Ásia e a África aparecem em último lugar. Apenas 12 por cento dos portugueses diz ir para o continente asiático, quando é mentira, e só nove por cento diz ir para a África.

Para além de mentirem sobre o destino de férias (31 por cento), os portugueses também mentem sobre o tempo de férias que tiveram (36 por cento), a qualidade do alojamento (26 por cento) e a quantia gasta (24 por cento). Uma menor percentagem 20 pro cento – mente sobre a quantidade de álcool consumida e apenas 16 por cento mente sobre o número de atividades culturais realizadas (16 por cento).

Alemães e os franceses são os europeus mais honestos

De acordo com o estudo que analisou três mil europeus de nacionalidades distintas, os portugueses são os terceiros mais mentirosos – 60 por cento assumiu mentir -, imediatamente a seguir surgem os italianos (65 por cento) e os espanhóis (68 por cento).

Os alemães e os franceses são os europeus mais honestos no que toca ao assunto férias, ainda assim quase metade deles mente. Na Alemanha, 45 por cento das pessoas mente e em França, 47 por cento da população também inventa mentiras sobre os seus dias de descanso.

Já o número de britânicos está muito próximo do dos portugueses. Em Inglaterra, cerca de 58 por cento assumiu mentir.

O estudo revelou ainda que a esmagadora maioria das pessoas, mais de 70 por cento, diz aos amigos que as férias são sempre melhores do que realmente foram e 57 por cento reconheceu que não comentaria com ninguém que as férias tinham sido um fracasso.

O estudo envolveu três mil pessoas (500 de cada nacionalidade), com mais de 18 anos, que tivessem viajado pelo menos uma vez, nos últimos doze meses.

Texto: Sofia Santos Cardoso; Fotografias: D.R. 

Siga a Revista VIP no Instagram