Kanye West
Volta a chocar! Rapper urina em cima de Grammy (vídeo)

Internacional

Kanye West declara guerra à indústria musical com vídeo polémico, a urinar para cima de Grammy. Artista garante que todos os músicos vão ser livres.

Qui, 17/09/2020 - 10:40

Ver Video

Polémica e Kanye West andam, em muitas ocasiões, de mãos dadas. Desta vez, o rapper decidiu urinar para cima de um Grammy,  um dos mais importantes troféus que um artista pode ganhar. O vídeo já se tornou viral.

«Acreditem em mim… não vou parar», diz Kanye West na legenda da polémica publicação.

O objetivo deste vídeo é declarar guerra à indústria musical. Com o rapper, de 43 anos de idade, a deixar a promessa de que «todos os músicos vão ser livres». O marido de Kim Kardashian revela também o descontentamento em relação aos contratos assinados entre músicos e produtoras. Centrando a sua fúria na Universal Music, com a qual já celebrou uma dezena de contratos.

A par do vídeo, Kanye West partilha ainda excertos dos contratos, defendendo que os mesmos são «abusivos» e lançando o desafio que «advogados do mundo inteiro» analisem os contratos. Kanye West pede também o apoio de artistas como Kendrick Lamar, Bono Vox e Taylor Swift. O rapper partilhou ainda um excerto de uma alegada conversa com um funcionário da Universal, na qual lhe é explicado o que necessita de fazer para abandonar a produtora.

O surto de Kanye no Twitter 

De recordar que bem recentemente o rapper teve um surto no Twitter onde fez graves acusações à mulher. West acusou Kim Kardashian de contratar um médico com o objetivo de o «prender» num hospital psiquiátrico

«A Kim estava a tentar voar do Wyoming com um médico para me prender, como no filme ‘Get Out’, porque chorei ontem quando disse que salvei a vida da minha filha», escreveu o rapper na noite de 20 de julho. A publicação, que foi eliminada, fazia referência ao momento, no comício da véspera, em que Kanye admitiu que o casal ponderou o aborto durante a primeira gravidez de Kim Kardashian, entre 2012 e 2013. A filha do casal North West tem agora sete anos.

Depois escreveu num outro tweet: «Kriss e Kim, liguem-me já», dirigindo-se também à sogra Kris Jenner. «Estás pronta para falar ou continuas a evitar as minhas chamadas?»

Kanye não se ficou por aqui e mencionou a sessão fotográfica de Kim para a Playboy, em 2007, dizendo que espera que a socialite nunca fotografe as filhas para a revista. «Rezo para que a mãe da North nunca a fotografe para a Playboy», escreveu. «As crianças West nunca vão aparecer na Playboy», afirmou.

O rapper fez, também, uma referência aos canais de televisão que produzem e transmitem o reality show Keeping Up with the Kardashians. «Eu amo a minha mulher. A minha família tem de viver comigo, já não é uma decisão do E! ou da NBC (...)  A NBC prendeu o Bill Cosby», escreveu, referindo-se ao comediante norte-americano condenado por crimes sexuais.

No dia seguinte, terça-feira, 22 de julho, Kanye voltou ao ataque. Desta vez para disser que há dois anos que mantém o desejo de se divorciar da mulher. «Eu tenho tentado divorciar-me da Kim desde que ela se encontrou com o Meek no Waldorf», escreveu numa referência ao também rapper Meek Mill, insinuando que a socialite lhe terá sido infiel.

Kim Kardashian veio, posteriormente, defender o marido e justificar o colapso nervoso, alegando que West «tem um distúrbio bipolar».

«Como muitos de vocês sabem, o Kanye tem um distúrbio bipolar. Qualquer um que sofra do mesmo mal ou que tenha algum ente querido com o mesmo problema sabe que é complicado e doloroso de compreender», disse a empresária, de 39 anos, que estará a ponderar o divórcio, como lhe contamos aqui

Texto: Bruno Seruca e Inês Neves; Foto: redes sociais

Siga a Revista VIP no Instagram