Jéssica sobre a mãe
«Até fui boa demais. Disse muitas coisas que pedi ao Big Brother para tirar»

Nacional

Jéssica Nogueira, ex-concorrente do Big Brother 2020, mantém a palavra e explicou situação de toxicodependência da mãe

Qua, 08/07/2020 - 21:00

Jéssica Nogueira esteve à conversa com Fátima Lopes, no vespertino A Tarde é Sua, para uma conversa acerca da sua participação no reality show da TVI, dois dias depois de ter sido expulsa do Big Brother 2020. Um dos temas abordados foi o passado da mãe, referido pela empresária na casa mais vigiada do País com afirmações que foram, depois, desmentidas pela progenitora em entrevista à TV 7 Dias.

Questionada pela apresentadora sobre as revelações feitas na sua curva da vida foram uma distorção daquilo que, de facto, aconteceu, Jéssica manteve a palavra e negou tal facto. «Não, acho que até fui boa demais. Sinceramente. Podia ter dito muitas coisas. Disse muitas coisas e pedi ao Big Brother, por favor, para tirar. Porque ainda ia, se calhar, magoar mais. Mas o que eu disse foi o que mais ou menos aconteceu. Podia ter dito coisas piores, mas não disse. E só quero dizer isto», afirmou a agora ex-concorrente do Big Brother 2020.

Na base deste assunto está o facto de Jéssica ter alegado que a mãe foi toxicodependente. Na sequência destas afirmações, Susana Abreu contou à TV 7 Dias que mandou uma mensagem para a produtora Endemol dizendo para não a contactarem mais. «A partir deste momento só tenho um filho, que se chama Samuel, e a Jéssica não faz mais parte da minha vida. Eu tenho de me afastar das coisas que me fazem mal e já lhe perdoei muito, mas para mim chega», disse.

«Ela foi muito egoísta. […] Acho que, desta vez, ela chegou ao limite. Por muito que seja minha filha e por muito que a ame, eu não consigo perdoar o que ela fez. É horrível», acrescentou, afirmando que consumiu drogas algumas vezes, sim, mas não de forma regular. «Ela deu-me como toxicodependente e eu não sou toxicodependente, nunca fui», garantiu.

No programa das tardes da TVI, Jéssica não mudou a sua versão dos factos e afirmou que todas as revelações feitas por ela «são verdadeiras». «Podia ter ido mais a fundo, mas não fui. Não quis ir, senão ia ser muito, muito, muito forte o impacto cá fora. […] Impacto para as duas, claro», deixou no ar.

Jéssica quase desmaiou com uma revelação de Sónia

Em conversa com Fátima Lopes, a namorada de Pedro Alves recordou ainda os «três ataques de pânico» que teve aquando da sua saída da luxuosa mansão da Ericeira. «Nunca tinha tido um ataque de pânico na minha vida. Tive um logo ao sair da casa, ao ouvir o Pedro gritar… Não sabia onde é que eu estava, estava num carro, estava numa estrada que eu não conhecia, estava numa cidade que eu não conhecia e estava toda desorientada. Nem conseguia respirar», lembrou.

«Depois, cheguei ao estúdio, a Sónia contou-me uma coisa e quase desmaiei para o lado e as pessoas todas seguraram em mim. Não percebia mesmo… Estava mesmo desorientada. Depois, peguei no telefone, disseram-me isto, isto e isto…», continuou, para depois acrescentar: «Devia ser ilegal uma pessoa sair de um sítio e levar com isto tudo. É mesmo muito perigoso. Mas eu sou uma mulher de força, passei por muito na vida e vou conseguir ultrapassar isto, de certeza.»

De seguida, Jéssica contrariou as acusações de que era acompanhante de luxo, levantadas logo nos dias seguintes a ter entrado na casa mais vigiada do País. «Não. Nunca, nunca na vida. As pessoas que me conhecem e que estão perto de mim sabem tudo», afirmou apenas.

«Dizem que eu estava sempre a dormir pelos cantos, mas não devem ter visto o Diogo»

Quase no adeus ao vespertino da TVI, Jéssica sublinhou estar a torcer pela vitória de Pedro Alves. «E quem é que, nesta altura, já não deveria lá estar?», questionou, depois, Fátima Lopes. A resposta não tardou: «Sei que vou levar com aquilo que estou a dizer, mas para mim o Diogo não merecia ganhar. Foi uma pessoa que nunca deu a própria opinião, nunca se expôs, nunca fez nenhuma atividade… Ele era muito mais preguiçoso do que eu. Dizem que eu estava sempre a dormir pelos cantos, mas não devem ter visto o Diogo também a dormir pelos cantos. Ele nunca queria fazer as atividades. Ele dormia durante as atividades. Por isso, sinceramente, acho que não merece.»

E continuou: «Sei que as pessoas cá fora adoram o Diogo. Ele não é má pessoa. O que estou a dizer é que, como concorrente, preferia que ganhasse uma pessoa mais ativa, que está sempre presente, que dá sempre a sua opinião, que ajuda, que faz as tarefas… Ele não gostava de lavar nem o próprio prato.»

Jéssica terminou revelando a sua surpresa com o favoritismo de Diogo junto dos espectadores que acompanham o Big Brother 2020. «Sinceramente, não percebo porque é que as pessoas cá fora gostam mesmo muito dele. Não percebo mesmo. Não percebo. Ainda estou a tentar descobrir.»

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução redes sociais

Siga a Revista VIP no Instagram