Jessica Athayde
Esteve em risco de vida por causa dos implantes mamários

Nacional

Jessica Athayde partilha testemunho inédito de negligência médica

Sex, 31/07/2020 - 12:47

Jessica Athayde usou as redes sociais para partilhar duas fotografias, onde surge em biquíni e onde o peito é destacado. A atriz da TVI aproveitou o registo fotográfico para falar sobre um tema que já lhe trouxe alguns problemas de saúde: os implantes mamários.

A namorada de Diogo Amaral falou sobre o facto de ter colocado implantes mamários quando tinha 20 e poucos anos, alertando para o risco que essa operação pode trazer para a saúde das mulheres que pretendam fazer alterações ao corpo,. Tudo porque Jessica sofreu uma infeção que quase a matou.

«Durante anos “meter maminhas” era um tabu… não podia dizer, tinha vergonha de dizer, não queria assumir! Hoje em dia quero lá saber. Publico isto primeiro para dizer à Inês Castel-Branco que aqui não há nada vintage e dizer à Madalena Abecassis que vim mergulhar as minhas “margaridas”.

E agora vamos falar a sério! Operei bem nova, questões de auto-estima. Aqui a tábua de engomar vivia mal com isso. Operei e senti-me logo melhor. Mas, atenção, sem nunca pensar nas consequências que podia ter por ter estas margaridas», começou por escrever.

«Uns bons anos depois tive um acidente de carro e tive de ser operada de urgência. Fui ao cirurgião que me tinha operado há uns anos, que tratou de me operar mal e quase me matar. Mas, atenção, que não cobrou o serviço dele (fofinho), só os gastos da clínica. Até hoje acho que meteu um estagiário a operar-me. Dias depois estava toda negra, com febre e não me mexia. Vivia em casa da Inês Castel-Branco, o [Filipe] Vargas lavava -me o cabelo, davam-me banho porque eu não me conseguia mexer. Falei várias vezes com o cirurgião e as enfermeiras e desvalorizavam tudo o que eu sentia, e mandavam-me tomar um banho de imersão e relaxar», revela.

Foi então que Jessica Athayde decidiu recorrer a outro cirurgião plástico, decidida a retirar os implantes, de forma a não correr mais riscos de vida.

«Até que passado uma semana, já desesperada , pedi à Sofia Aparício para falar com o seu amigo Ângelo Rebelo para ver se me podia ver. Recebeu-me num domingo, lavada em lágrimas. Só lhe pedia para me tirar estas margaridas e nunca mais as pôr, já não as queria, não me queria sentir doente por causa disto. Operou-me num domingo à noite e, quando acordei descompensada a chorar pois tinha levado duas anestesias em uma semana, recebia festinhas de amigas e o maior cuidado do Dr. Ângelo a explicar-me que eu tinha uma infeção da operação anterior e que me mudou as próteses e não me as tirou porque tinha 20 e tal anos e teria que fazer uma operação de reconstrução. Ora bem… posso dizer que, além do Dr. Ângelo me ter tratado com todos os cuidados, não me deixou pagar um tostão. Eu insisti, nunca me pediu qualquer publicidade, nem quis, apenas me ajudou», esclarece.

Para Jessica é importante pensar bem antes de dar um passo tão importante como a de mudar qualquer parte do corpo, referindo que hoje, com outro olhar e maturidade, não teria colocado implantes mamários. A atriz alerta para a necessidade de procurar uma ajuda e opinião a especialistas do foro mental antes de tomar uma decisão.

«Portanto miúdas que estão sempre a querer tratar das margaridas, pensem bem. Informem-se bem dos riscos que estão a correr, façam com o cirurgião certo e não ponham muito cedo.O corpo e a cabeça mudam muito e, hoje em dia, não tomaria a decisão de fazer esta alteração ao meu corpo, apesar de ser muito feliz com elas. É uma mudança grande e envolve a vossa saúde. É um decisão grande, que deve ser feita com o maior cuidado e certeza. Beijinhos. And love your body. It takes time but you get there. [Em português: Amem o vosso corpo. Leva tempo mas conseguem]. Deixo a dica de que antes de tomarem uma decisão destas contactarem uma psicóloga/psiquiatra, para terem a certeza se é mesmo isto que querem pelos motivos certos», termina.

Texto: Marisa Simões; Fotos: DR e Reprodução Instagram

Siga a Revista VIP no Instagram