Homicídio de Amélia Fialho
Mãe biológica de Diana Fialho diz que a filha não é um monstro

Nacional

Ângela Rodrigues, a mãe biológica de Diana Fialho, a suspeita de ter matado a mãe adotiva, defende a filha e conta como perdeu a guarda da jovem.

Sex, 03/05/2019 - 13:52

Acusados de assassinarem Amélia Fialho, mãe adotiva de Diana, Diana Fialho e Iuri Mata, a deverão hoje ter saído dos estabelecimentos prisionais onde se encontram para estarem presentes na instrução. 

Apesar de ambos terem a possibilidade de prescindir de estar presentes, cada um deles preferiu assistir à audiência. 

Ao Correio da Manhã, Ângela Rodrigues, mãe biológica da suspeita, diz não acreditar que esta seja um monstro. Diana foi adotada aos nove anos pela professora de físico-química. Nessa altura, a jovem que tem hoje 24 anos,  já se encontrava numa instituição. A mulher, à mesma publicação, diz que os primeiros anos de Diana foram bastante difíceis e que foram abandonadas pelo progenitor. Já com um novo companheiro, mas sem dinheiro para manter a filha perto de si, Ângela acabou por perder a guarda de Diana, embora tentasse «sempre ir lá vê-la [ à instituição]».

A mulher recusa a ideia de ter abandonado a filha, mas admite até que, quando viu a notícia da morte de Amélia na televisão, não reconheceu a filha biológica. «Está diferente. Não parece a Diana pequenina, mas passaram muitos anos», diz.

Diana coloca ponto final no casamento com Iuri Mata

Diana Fialho pede divórcio na cadeia e diz que foi o marido, Iuri Mata, que matou a mãe. A filha adotiva da professora do Montijo quer afastar-se do companheiro, que contou pormenorizadamente o crime às autoridades. À revista Maria, por carta, Diana confirma que o casamento acabou.

Iuri Mata é acusado de matar a sogra em conluio com a mulher, Diana Fialho. O suspeito descreveu à Polícia Judiciária a forma como mataram Maria Amélia Fialho e diz-se «aliviado» por poder contar a verdade.

O marido de Diana Fialho revelou que a companheira se queixava de estar farta da mãe. «A Diana disse-me: ‘Não aguento mais viver com a minha mãe. Vamos ter de pesquisar na internet maneiras de nos livrarmos dela’», avança o suspeito à mesma publicação.

Leia, aqui, a notícia na íntegra. 

Siga a Revista VIP no Instagram