Helena Costa
HELENA COSTA apaixonou-se pelo argentino MUSTAFA depois de ter aulas de espanhol com ele

Famosos

"Casar já foi um sonho, mas agora vou apostar na carreira"
Vida de namorada de futebolista é assim: segui-lo para onde ele for jogar. E foi isso que Helena Costa fez.

Qui, 25/02/2010 - 00:00

Vida de namorada de futebolista é assim: segui-lo para onde ele for jogar. E foi isso que Helena Costa fez. A actriz namora com Daniel Mustafa, um argentino que depois de alinhar pelo Estrela da Amadora foi comprado pelo Huelva, da segunda divisão espanhola. Por amor, a jovem de 27 anos foi morar com o amado para perto de Madrid. Uma oportunidade, também, para estudar representação e espanhol. Afinal, foi por precisar de um professor deste idioma que se apaixonou pelo futebolista que actualmente joga no Belenenses.

Foi morar para Espanha porque o seu namorado jogava lá. Como foi a experiência?
Foi boa. Tive aulas de representação avulso perto de Saragoça. Viver lá é muito diferente daqui. Aproveitei para descansar porque lá profissionalmente não se faz grande coisa. Tudo se passa em Lisboa.

Não conseguiu trabalho em Espanha?
Não. É difícil entrar noutros países. É preciso falar muito bem a língua e ter bons contactos, porque isso de bater à porta é difícil.

Teve aulas de espanhol?
Não, falo com o meu namorado todos os dias.

O facto de falarem línguas diferentes atrapalhou a vossa relação?
No início era complicado e chegávamos a desistir de falar, especialmente ao telefone. Agora já percebo muito de argentino e ele já sabe muito de português.

Foi precisamente devido à barreira linguística que se conheceram, certo?
Sim, eu precisava de um professor de espanhol, porque o meu personagem no Feitiço de Amor falava espanhol. Entretanto conheci-o numa festa de anos da Oceana Basílio, começámos a falar e disse-lhe que precisava de um professor de espanhol. A partir daí ele deu-me muitas aulas, ajudou-me a traduzir os textos e apaixonámo-nos.

O que é que a encantou nele?
Tem um bom coração. Acho que nos complementamos. Sinto-me completamente à vontade com ele.

Como é que é viver com o namorado?
Já somos os dois maduros, damo-nos muito bem. É bom viver com ele. Dá saudades quando o deixo e quando estamos juntos é muito, muito bom.

Já o apresentou à sua família?
Ele esteve cá no Natal. O meu pai acompanha o futebol e eles deram-se muito bem, gostam muito dele. Vê-se que ele é boa pessoa, que tem bom coração.

Pensam em casar?
Não (risos). Nem ele, nem eu. Estou numa fase que... não! Já foi mais sonho, agora não. Estou mais focada na carreira.

Ele é futebolista. A Helena gosta de futebol?
Gosto do futebol que ele joga (risos).

Helena Costa odiou Los Angeles
Entretanto esteve um mês em Los Angeles com a Sara Prata, o João Cajuda e a Mariana Monteiro. Já lá tinha estado?
Sim, há dois anos vivi lá dois meses a estudar. Não gostei muito de Los Angeles e quando nos reunimos para escolher o destino para irmos em Janeiro eu excluí logo Los Angeles. Porque também podíamos ir para Cuba, Madrid, Brasil. Eu ainda sugeri Índia, Angola e Dubai. Porque às vezes não interessa se é uma boa escola, mas sim se a experiência é boa. Eles acabaram por decidir Los Angeles e eu aceitei.

Porque é que não gostou de viver em Los Angeles?
Porque eu antes tinha estado três meses em Nova Iorque e adorei. Então foi como passar do vinho para a água. Vivi em Hollywood Boulevard, mas a cidade é parada, suja, não há prédios altos como em Nova Iorque.

Cruzou-se com muitas estrelas nesse período?
Cruzei-me com uma das protagonistas das Donas de Casa Desesperadas, cujo nome não me lembro; em Nova Iorque cruzei-me com o Roberto Cavalli e o Donald Trump.

Regressada a Lisboa, já tem projectos?
Há coisas pendentes, mas nada de concreto.

Com a TVI?
Não necessariamente... Não tenho contrato de exclusividade com a TVI.

Ficou conhecida por ter entrado nos Morangos com Açúcar. Na rua ainda a tratam por 'moranguita'?
Sim. Tratam-me por 'moranguita', popstar, Mónica.

Sente-se rotulada?
Um bocadinho, mas não me chateio com isso. É sinal que a personagem marcou.

Agora podemos vê-la na série Ele é Ela, da TVI.
Sim, é uma personagem muito gira. Ela é muito bom coração, é inocente e tonta. Deu-me imenso gozo fazer. Às vezes eu chegava a casa e ria-me. No princípio achava que a Bárbara era uma mistura da Mónica dos Morangos com Paula do Feitiço de Amor.
 
Agora que tipo de projecto, ou de papel gostava de fazer?
Gostava de fazer tudo desde que as personagens sejam diferentes do que tenho feito. Entretanto, gravei a série do Vilhena [N.R.: que se chama "37"], onde interpretei uma terapeuta de autistas. É mais adulta, gostei muito.

Acredita que ter estado a ter aulas em Madrid e em Los Angeles lhe vá proporcionar ter mais trabalho cá?
Pelo menos dá-me experiência de vida, de relacionamento, de viagens. Quanto mais experiências temos, mais emoções diferentes vivemos.

Texto: Sónia Salgueiro Silva; Fotos: Paulo Lopes; Produção: Jacinto Paiva; Maquilhagem e cabelos: Ana Coelho com produtos Maybelline e L'Oreal Professionel; Agradecimentos: Clube VII, Lisboa; Killah; Miss Sixty Almada

Siga a Revista VIP no Instagram