Gianni Russo: luxúria e crime
Ator «perdeu a virgindade com Marilyn Monroe e foi torturado por Pablo Escobar

Internacional

A vida de Gianni Russo dava um filme. O ator conta que «perdeu a virgindade» com Marilyn Monroe e que matou um homem com apenas 11 anos.

Qui, 22/08/2019 - 18:21

Gianni Russo admitiu em entrevista ao The Sun, que perdeu a virgindade aos 15 anos com uma celebridade muito especial. Trata-se de Marilyn Monroe que era 18 anos mais velha que o protagonista do filme «O Padrinho».

O ator, de 75 anos, contou que os dois se conheceram no cabeleireiro onde trabalhou e a atriz convidou-o para a visitar no hotel onde estava alojada, o The Waldorf, em Nova Iorque.

Quando Gianni Russo chegou, Marilyn Monroe estava apenas de toalha enrolada ao corpo e bebia champanhe numa pose sensual. A atriz tirou a toalha e convidou-o a entrar na banheira do quarto. «O meu coração começou a bater com força. Tapei os olhos, como um idiota, e ela riu-se», contou. 

Os dois envolveram-se e a atriz acabou por «tirar a virgindade» ao jovem de então 15 anos. O casal acabou por ficar junto durante um fim-de-semana no hotel, mas a relação de ambos não ficou por ali. 

Anos mais tarde, já quando Gianni Russo era ator, os dois voltaram a envolver-se e a amizade íntima entre os dois só terminou com a morte de Marilyn Monroe, em 1962.

«Eu sentia que era o miúdo mais sortudo do mundo»

«Ela me ensinou tudo o que sei. Eu sentia que era o miúdo mais sortudo do mundo, mas se tivesse acontecido hoje, acho que ela seria presa e os meus pais teriam tentado obter algum dinheiro com isso», contou o ator.

Gianni Russo revelou que só falou sobre o seu envolvimento com Marilyn Monroe quando trabalhou com Marlon Brando no filme «O Padrinho». Marlon Brando confessou que tinha sido amante da atriz outrora e o protagonista do filme admitiu o mesmo! 

Marlon Brando não acreditou e pediu provas. Foi então que Gianni referiu uma cicatriz que a atriz tinha na coxa. Rapidamente as dúvidas caíram por terra e ambos riram da coincidência. 

Matou dois homens: o primeiro com 11 anos

Gianni Russo confessou ainda que matou pela primeira vez quando tinha apenas 11 anos. O ator cresceu e viveu durante largos anos em Little Italy, em Manhattan e contou que um pedófilo chamado Harold tentou abusar dele. Então Gianni esfaqueou-o e o homicídio foi «perdoado».

O ator voltou a matar aos 44 anos, num casino, quando assistiu a uma cena de violação: um homem estava a tentar abusar da companheira. Foi então que Gianni Russo interveio e acabou por ser agredido com uma taça de champanhe que lhe cortou o pescoço. 

Russo disparou e acertou no peito do homem, que teve morte imediata. O homicídio foi considerado um homicídio justificável, mas o ator teve problemas: o homem que matou trabalhava para Pablo Escobar, líder de uma das maiores redes de narcotráfico do mundo. 

O ator começou a receber em casa galinhas mortas e fotos da sua filha a dizer que estava a ser vigiada. Com receio que fizessem mal à jovem, Gianni Russo viajou para a Colômbia para falar com Pablo Escobar. Acabou a ser torturado, mas o barão da droga descobriu que ele era ator e deixou-o ir em paz.

A vida de Gianni Russo dava um verdadeiro filme mas, em vez disso, o ator preferiu escrever um livro: «Hollywood Godfather: My Life in the Movies and the Mob [A minha vida nos filmes e a máfia]».

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: Reprodução Instagram e Reuters

Siga a Revista VIP no Instagram