Cristiano Ronaldo
A foto inédita do momento amoroso com os filhos na hora do banho

Nacional

Cristiano Ronaldo mostra aos fãs como é a hora do banho em sua casa através de uma foto amorosa com os filhos, na banheira

Seg, 24/02/2020 - 21:07

Cristiano, Cristianinho, Eva, Mateo e Alana, todos juntos, felizes, numa banheira. Esta é a imagem amorosa partilhada esta segunda-feira, 24 de fevereiro, por Cristiano Ronaldo. A boa disposição do craque português e dos filhos é notória, estando todos sorridentes. 

"Momentos divertidos com os meus bebés", escreveu o namorado de Georgina Rodríguez na legenda da foto. 

Veja a foto amorosa na nossa galeria. 

Cristiano Ronaldo é pai de Cristianinho, de nove anos, Eva e Mateo, de dois e meio, e de Alana Martina, de dois. Só a última é fruto da relação do futebolista, de 35, com a bailarina argentina, de 26. 

Os pais devem ou não tomar banho com os filhos?

Em entrevista à revista Crescer, a psicóloga, coach e facilitadora da parentalidade consciente Cátia Pereira Dias aborda o tema dos banhos com os filhos.

«O banho deverá ser um momento relaxante para todos e isso nem sempre é possível. Seja por uma questão de logística familiar, por uma questão de tempo, de diferentes necessidades da criança e dos pais… E são muitas as vezes que os banhos se tornam verdadeiras zonas de guerra», garante.

É importante ter em conta a forma como os pais veem esta questão e de como é que os pais se sentem quando tomam banho com os seus filhos. «Há pais que optam por tomar banho com as crianças, por uma questão de praticabilidade, de ajudá-la, de simplificar o dia e também porque é divertido e faz parte da rotina familiar. Se os pais estão a fazê-lo por obrigação, pode se tornar uma má experiência para a criança. Quando gera constrangimento, é porque os limites estão a ser ultrapassados, logo, se a mãe ou pai se retirarem, explicando a razão, faz com que a criança entenda os limites e também aprenda mais sobre isso», realça a psicóloga.

Mas há outra questão a ter em consideração. «É que se eu quero que o meu filho vá tendo cada vez mais autonomia e responsabilidade. Os pais precisam de refletir de que forma o estão a fazer agora, para que isso seja possível no futuro», explica. E continua: «Se eu quero que o meu filho tome banho, sem ter que o dizer mil vezes, então é importante que a estrutura de dependência inicial seja bem segura».

Por fim, a questão de observar e ler os sinais da criança, de não forçar a criança a fazer algo que não quer; quando ela afirma que não quer tomar banho sozinha, respeitar o contacto na pele, de uma forma delicada e pedindo consentimento prévio. «Dar a opção à criança que se quer tomar banho junta ou separada».

Texto: Marta Amorim com Andreia Costinha de Miranda | Fotos: DR

Siga a Revista VIP no Instagram