É o primeiro ato oficial. Depois da missa da Páscoa, em Palma de Maiorca, esta é a primeira vez que Leonor, de oito anos, e Sofia, que acaba de fazer sete, assistem a um ato militar com características oficiais. Como o dia 2 de maio é feriado em Madrid, Letizia e Felipe aproveitaram para levar as filhas à parada militar do 25.º aniversário da 41.ª promoção da Academia do Ar, a que pertence Felipe e que se realizou em Múrcia, a cerca de 400 quilómetros da capital espanhola.

O príncipe, que recebeu formação militar e aeronáutica em 1987 e 1988, chegou acompanhado pela família, cerca de dez minutos antes das 11 da manhã, e esteve sempre atento às filhas, visivelmente excitadas. Depois de passar as tropas em revista, o filho do rei de Espanha renovou o juramento à bandeira e a fidelidade à pátria. Porém, mais uma vez, tornou-se evidente a diferença entre aquela que, ao que tudo indica, será um dia rainha de Espanha e a irmã mais nova que, para além de ser mais tímida, precisa de mais atenção.

Leonor manteve sempre uma postura irrepreensível, atenta a cada momento da cerimónia, e ia mesmo colocando perguntas ao pai, a que este ia respondendo com agrado. Já a mais nova mostrava-se bastante irrequieta. A menina tapou mesmo os ouvidos quando foi surpreendida pelas tradicionais salvas de canhão, enquanto Leonor mostrava-se maravilhada com tudo o que estava a acontecer. Letizia esteve constantemente perto de Sofia e chegou mesmo a tapar-lhe os olhos com a mão quando a infanta se mostrou incomodada com o sol forte. As irmãs são diferentes até fisicamente. Sofia tem os olhos castanhos e as feições mais arredondadas, herança genética da família Ortiz Rocasolano, enquanto Leonor parece, de facto, ter herdado, para além do título, as características físicas do clã Bourbon.

No entanto, as pessoas próximas do Palácio da Zarzuela garantem que as irmãs têm uma ótima relação, apesar de a mais nova manifestar ciúmes constantes por perceber que a mais velha tem privilégios, que virão a aumentar com o tempo. E esse é um motivo de preocupação para Letizia. Por exemplo, quando foi tirada a fotografia oficial das três gerações – que reuniu Juan CarlosFelipe e Leonor –, Sofia terá manifestado uma grande tristeza por não estar na foto, o que os pais tentaram compensar com atenção e carinho. Ambas têm a mesma educação: deitam-se, no máximo, às 21h00, estudam no Colégio Santa Maria de Los Rosales e têm aulas de ballet e de inglês.

No entanto, a disciplina é mais férrea com Leonor, que corresponde ao nível de exigência com grande dedicação. "Quando poderei fazer um discurso como tu?", terá perguntado ao pai recentemente. A última vez que as netas de Juan Carlos fizeram uma aparição pública foi no dia da missa da Páscoa, em Palma de Maiorca, a que assistem todos os anos. Os príncipes das Astúrias e as filhas tinham, então, acabado de regressar de uns dias de férias na estância de esqui de Courchevel, onde gostam de ir para ter alguma privacidade. Também nesse dia, Sofia pediu à mãe para esta lhe vestir um casaco e mostrou-se menos efusiva do que a irmã, que parece estar a adquirir de forma espontânea todas as normas que um dia deverá assumir como suas obrigações.

No dia 29 de abril, Sofia comemorou o sétimo aniversário na intimidade do Palácio da Zarzuela. No ano passado, os pais não puderam estar presentes porque tiveram de assistir à coroação de Máxima e Willem Alexander, na Holanda. Este ano tiveram um compromisso oficial de manhã, mas tiraram a tarde para estar com a filha mais nova, como se quisessem provar-lhe que, apesar de não ser herdeira do trono espanhol, ocupa o mesmo lugar que a irmã no seio da família.

Texto: Elizabete Agostinho; Fotos: Cordon Press

Siga a Revista VIP no Instagram