Filho Ágata
Tribunal confirma pena de prisão por violação de menor

Nacional

O Tribunal da Relação confirmou a sentença de seis anos e meio de prisão para Marco Caneira, filho da cantora Ágata, que está acusado de violação

Ter, 18/06/2019 - 08:52

Marco Caneira, filho da cantora Ágata, viu o Tribunal da Relação de Lisboa confirmar a pena de prisão a que tinha sido condenado por violação. Os magistrados consideraram que ficou provado que Marco Caneira, de 38 anos, violou uma menor, de 14 anos, em 2016, em Ponta Delgada, Açores. 

O filho de Ágata tinha sido condenado, em primeira instância, a seis anos e meio de prisão. Marco Caneira alegava que se os factos ocorreram como descreve o acórdão da primeira instância, a alegada vítima teria tido a oportunidade de fugir, o empurrar e pontapear. Mas, os juízes consideraram que a vítima não resistiu com o objetivo de sobreviver.

«A tendência física por parte de uma vítima de um crime de violação não pode ser considerada como uma forma de aceitação ou consentimento da agressão, mas pelo contrário, expressa apenas o desejo de sobreviver a uma situação cujo controlo não detém», refere o acórdão da Relação, citado pelo Correio da Manhã. 

A alegada violação terá acontecido no final de uma festa popular na freguesia de Nossa Senhora dos Remédios, na Povoação. Recorde-se que Ágata afirma que Marco Caneira não cometeu o crime. «Ele era incapaz».


Ágata defende o filho, Marco

Ágata considera que Marco Caneira está a pagar por ser filho dela, numa entrevista à TVI. «Se ele não fosse o filho da Ágata provavelmente não se teriam lembrado dele. Ele era incapaz, expuseram a vida dele de uma forma muito chocante, e isso a mim…».

A cantora admite que tem vivido uma fase muito complicada com a condenação do filho. «A minha guerra com ele foi por ele dar sempre crédito a quem se aproxima para tirar uma foto, para falar. Ele é muito educado, muito gentil, muito dado e houve aqui realmente uma maldade muito grande», disse.

«Acredito piamente no meu filho, sei exatamente do que ele é capaz de fazer e o que não é capaz. Nós teríamos direito de resposta, ele recorreu. O meu filho está a passar uma fase muito complicada e está a ser julgado por um crime que não cometeu».


Texto: redação Win- Conteúdos Digitais; Fotos: Impala  

Siga a Revista VIP no Instagram