Marta Cruz
Festejou o Natal com o pai na prisão

Nacional

Ex-apresentador viu recusado o pedido de saída precária para passar a quadra em casa

Qua, 17/12/2014 - 00:00

Ainda faltam uns dias para o Natal, mas Marta Cruz já festejou a época com o pai, Carlos Cruz, que está detido no Estabelecimento Prisional da Carregueira na sequência do processo Casa Pia. Através do Facebook, Marta Cruz assinalou o momento e lamentou o facto de o ex-apresentador não ter conseguido autorização para passar a consoada em casa.

 

“Hoje foi dia de visita ao meu Pai... Foi aquela visita a que chamam 'visita de Natal'! 60 minutos sentados numa pequena mesa quadrada (com mais 10 minutos extra graças à sensibilidade de alguns guardas). Eu levei o bolo rei, a Mariana fez umas bolachas deliciosas de canela com gengibre, o Pai levou chocolates, gelados numa espécie de caixa de plástico, Sumol e gelatina... Tudo a pensar nas princesas dele: eu, Mariana, Yasmin e Kyara! Foram 60 minutos saborosos, não apenas pela comida, mas por antecipadamente podermos desejar (dentro destas condições) Feliz Natal ao Homem que mais amamos”, escreveu nesta rede social, continuando: “A poucos minutos do fim, resolvi lançar a questão que mais me afligia de há uns dias para cá e que tanta gente quer saber: Pai conseguiste a licença para vires a casa passar o Natal? (Isto falando em Inglês com ele para que a Mariana não percebesse). Resposta: 'No, I didn't...' Alguns segundos eternos de silêncio e os olhos muito abertos da Mariana. Perguntei 'porquê?!' Resposta: 'Não confessei o crime!'. Engoli em seco e respirei fundo, os olhos da Mariana encheram-se de lágrimas. Porra (perdoem-me a má palavra), afinal a miúda já entende algumas coisas em inglês. Preciso aprender Russo, disse eu, para descontrair!!! Saí de cara no chão mas com sorriso no rosto... Sentimentos ambíguos! Cheguei a casa e procurei as leis. Descobri que no pedido de precária (ida a casa por alguns (poucos) dias) não há nada que diga que é obrigatório confessar o crime, aliás, quantas precárias não são dadas sem ter isso em conta (sim, tenho alguns conhecimentos sobre isso). Enfim... A luta continua... O Natal... Esse já passou, foi há umas horas atrás! Desculpem-me o atraso: Boas Festas!”.

 

Foto: DR 

Siga a Revista VIP no Instagram