Carlos Cruz
Exige 20 mil euros ao Estado

Nacional

O ex-apresentador, que já tem planos para voltar a trabalhar, não aceita que lhe tenham retirado a condecoração

Sex, 10/04/2015 - 00:00

A entrevista que a VIP fez a Carlos Cruz na prisão ainda dá que falar. Depois de ter tido grande destaque na televisão, no programa de Cristina Ferreira e de Manuel Luís Goucha, e no Jornal das 8, apresentado por José Alberto Carvalho, as palavras do ex-apresentador ganham nova atualidade. Em causa está a recente retirada da condecoração do grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique. Na altura, Carlos Cruz afirmou que “se isto viola os meus direitos, os advogados dizem que sim, então há que reclamar”. Agora, foi tornado público que o ex-apresentador exige 20 mil euros ao Estado. Como é que viu esta situação de lhe retirarem a condecoração? “Ri-me. Dei uma gargalhada. Os meus advogados elucidaram-me e foram para a frente. Há uma coisa de que não abdico: dos meus direitos. A condecoração, sobre mim, não teve qualquer significado. Tal como disseram os reclusos: ‘Deixe lá, aquilo também era um bocado de lata’. Não é o objeto em si que tem valor, e aquilo que tem valor nada nem ninguém me pode tirar, já está, que é a razão pelo qual eu fui condecorado, que é a contribuição para o desenvolvimento e inovação do audiovisual português. Agora, há uma coisa que é a moral”, afirmou. 

 

Carlos Cruz foi condecorado pelo então Presidente da República Jorge Sampaio e foi recentemente expulso da ordem. Tudo porque a Lei das Ordens Honoríficas portuguesas prevê a expulsão dos membros que tenham sido condenados pela prática de crime doloso com pena de prisão superior a três anos. Mas, o ex-apresentador, afirma: ”É proibido pela Constituição que se retire quaisquer direitos cívico, civil, profissional ou político. O regulamento das ordens é anticonstitucional”, por isso, exige uma indemnização por danos não patrimoniais. 

 

Conhecido como o “Senhor Televisão”, Carlos Cruz revelou ainda que, mesmo preso, tem projetos para voltar a trabalhar. “Tenho um convite que está aceite para uma série de programas. O convite não é de um canal, é de uma produtora, que já disse sim. Estou aberto a trabalhar e não tenho complexo nenhum”, garante. 

 

Texto: AMM; Foto: Nuno Moreira

Siga a Revista VIP no Instagram