Lourenço Ortigão
"Este ano tem-me ensinado muitas coisas. Cresci"

Nacional

Acabado o namoro com Sara Matos, Lourenço considera que retirou ensinamentos positivos da situação

Qui, 09/10/2014 - 00:00

É um dos jovens solteiros mais cobiçados da televisão nacional. Mas a beleza e a fama não lhe sobem à cabeça. Aos 25 anos, Lourenço Ortigão tem os pés bem assentes na terra. Sobretudo, depois de ter terminado o namoro de cinco anos com Sara Matos, atriz com quem contracenou em Morangos com Açúcar, da TVI. A relação chegou publicamente ao fim em julho, mas só agora o ator fala sobre a rutura.

“Não falhou nada na nossa relação. Tem a ver com as vidas. São as circunstâncias, é a vida... Não queria falar muito sobre isso. Mas posso dizer que nós ficámos bem resolvidos um com o outro”, explicou, adiantando que nunca expuseram muito a vida pessoal enquanto casal. “Nós éramos muito associados um ao outro. E sempre respeitámos isso. Mas acho que nunca expusemos demasiado a nossa vida pessoal. Nós somos pessoas, temos família, sentimentos, somos miúdos e acho que as coisas deviam ter sido tratadas de outra forma. Não há muito para dizer e houve muitas coisas que foram inventadas sobre este assunto”, disse, referindo-se aos rumores de traição que surgiram, principalmente depois de Pedro Teixeira e Cláudia Vieira também terem anunciado o fim do namoro.

Mesmo depois de terminado o relacionamento, Lourenço continua a ser associado a Sara. Tanto que na lista dos novos Embaixadores do Alentejo, que o Turismo daquela região apresentou num fim de semana em Avis, figuram os nomes do ex-casal. O ator aceitou o convite, mas a atriz não pôde comparecer, alegando ter compromissos profissionais. Questionado sobre como teria sido se ambos tivessem ido a o evento, Lourenço é perentório: “Se ela tivesse vindo, eu também vinha, como é óbvio. Era tranquilo. Não posso dizer que é um capítulo encerrado, mas estamos tranquilos os dois”.

Afinal, mantêm uma boa relação e esta era uma deslocação em trabalho. É que, apesar do desaire amoroso, o jovem tentou ver o lado bom da vida. Por isso, o balanço deste ano até é positivo. “Este ano tem-me ensinado muito e eu tenho retirado muitas coisas positivas. Foi um ano diferente. Foi um ano em que, se calhar, fui obrigado a crescer mais do que estava à espera. Mas sou uma pessoa que sabe dar a volta e que não se deixa ir abaixo, nem abater pelas situações da vida normal”. É que, quando tudo o resto parece falhar, o trabalho surge como um porto seguro. E, garante o ator, também fortalece.

“Estou muito focado na vida profissional. Trabalhar é uma forma de lidar com as coisas”. Por isso, o desafio de participar no Dança com as Estrelas, da TVI, foi prontamente aceite. “Eu fiz as danças num período muito conturbado e correu bem. Sou uma pessoa muito focada. Este ano, aprendi a dar-me mais valor nesse sentido. Não sei o que vai acontecer no futuro. Cada caso é um caso. Para já, não penso em nada. Apenas vivo o presente. Estou bem e tranquilo. Fiz o programa, correu-me bem, estão a aparecer-me coisas engraçadas. Tenho muita sorte, tenho pessoas que gostam de mim – amigos, família –, e, neste momento, é isso que é importante”.

Trabalhar e estar com quem ama é a forma de evitar pensar noutros assuntos. Como, por exemplo, voltar a apaixonar-se. “Voltar a apaixonar- me? Tem calma (risos)! Deixa-me resolver a minha vida e trabalhar. Estou em paz. As pessoas não têm de estar sempre apaixonadas ou com alguém. Tenho o direito de estar solteiro e fazer a minha vida normal, com a minha família e amigos. Foi muito tempo de namoro, depois há o tempo de paz”. Paz essa que vai aproveitar para voltar ao trabalho.

O nome do ator está na calha para a nova novela da TVI, cujo nome provisório é Projeto Angola. Se esta possibilidade não se concretizar, Lourenço pretende fazer as malas e rumar ao Brasil para estudar representação.

Texto: Sónia Salgueiro Silva; Fotos: Jorge Fernandes

Siga a Revista VIP no Instagram