Fotos
Emoção no Adeus cor-de-rosa a Nonô

Multimédia

Familiares e amigos vestiram a cor preferida
de Leonor Coutinho para a homenagear

Qui, 11/09/2014 - 00:00

Sentimentos fortes e muita emoção, foi o que mais se destacou no velório de Leonor Coutinho, que teve lugar no centro funerário Agnus Dei, em Alcabideche, e onde estiveram diversos familiares e amigos da menina que emocionou Portugal durante a luta que travou contra o cancro. Apesar de ser impossível esconder as lágrimas, os presentes não quiseram falar de tristeza, preferindo salientar o exemplo de luta e de amor que Nonô, como era conhecida, deu ao País.

Um dos momentos mais intensos teve lugar quando o pai da menina, Jorge Coutinho, surgiu ao lado de Lara Afonso, tia de Leonor, para falar com a Imprensa, tendo na mão o boneco com que a filha dormia e que foi oferecido por um empresário espanhol vítima de cancro. “É muito normal nestas alturas as pessoas falarem em sofrimento, dor e perda. Quem ama não perde, quem ama continua a amar sempre, o amor vive-se, sente-se”, começou por dizer, destacando a maior lição que a sua filha ensinou às pessoas. “O que a Nonô nos deu a todos foi uma lembrança do quão importante a vida é e do quão fácil é viver. Independentemente dos nossos problemas nós não temos de sofrer. A minha filha nunca disse que estava a sofrer. Independentemente dos problemas, nós podemos encarar a vida com um sorriso nos lábios, e foi isso que a minha filha fez”, prosseguiu.

“Cada um de nós quando vem à terra tem uma missão e esta era a missão da Leonor, tocar-nos a todos com amor, tocar- nos a todos com o cor-de-rosa, e foi esta a missão dela, tocar-nos a todos e deixar-nos um bocadinho melhores. Hoje sou uma pessoa melhor por ter vivido com ela e porque ela continua aqui, ela vive aqui [apontando para o coração] e vai viver sempre aqui. Portanto, só lhe tenho a agradecer, foi uma bênção tê-la tido como filha”, concluiu, agradecendo o tratamento da Imprensa ao longo da luta da filha.

“Tenho a certeza absoluta de que nós fomos tocados pelo amor e nunca se esqueçam de que Leonor rima com amor”, reforçou a apresentadora e cantora que dedicou o tema Só Tu (Leonor) à sobrinha e que foi tocado durante a cerimónia de largada de balões cor-de-rosa que aconteceu no local.

Quase todos os presentes no velório tinham uma história, passada com Leonor, para recordar. Mariana Lobato, velejadora campeã do mundo Match Racing fez questão de oferecer a Leonor a medalha que assinala a sua importante conquista. E explica o porquê. “Quando ganhei a medalha, o caminho até à medalha foi através de Deus e identifiquei-me logo com o caminho da Leonor, que tinha uma grande fé como eu, e decidi que tinha de lhe entregar a medalha como sinal de força, perseverança, para ela conseguir vencer também”, conta. Mariana recorda ainda os momentos passados com Nonô.

“Cada vez que estava com ela, ou que dormia na casa dela, uma coisa que nós adorávamos fazer era fazer caretas quando lavávamos os dentes juntas. Parece talvez um pouco infantil, mas são aqueles pormenores que nos marcam e de cada vez que lavo os dentes lembro-me dela e faço uma careta. São pequenas coisas que nos marcam e nos ensinam”, recorda com emoção.

Depois da cerimónia de largada de dezenas de balões cor-de-rosa (a cor preferida de Nonô), o corpo seguiu para o Centro Funerário de Barcarena, onde teve lugar o último adeus à Princesa Guerreira que emocionou o País. A VIP sabe que Vanessa Afonso e Jorge Coutinho vão prestar mais uma homenagem à filha, escrevendo a biografia de Leonor.

Texto: Bruno Seruca e Helena Magna Costa; Fotos: Hugo Correia, Jorge Firmino e Nuno Moreira

Siga a Revista VIP no Instagram