Anabela Pereira
“Dux não é esclarecedor”

Nacional

A mãe de Tiago Campos acha que o Dux é “vago” nas suas declarações

Qui, 14/08/2014 - 00:00

O incidente da praia do Meco, que vitimou seis estudantes da Universidade Lusófona em dezembro passado, foi recentemente considerado pelo Ministério Público como um trágico acidente: os estudantes estariam na praia apenas a conviver quando uma onda de dimensões consideráveis os levou. Dessa tragédia, sobreviveu unicamente João Gouveia, o Dux da faculdade e da COPA (Comissão Oficial de Praxes Académicas) que, desde o acidente, se remeteu ao silêncio.

Para além das declarações ao Ministério Público e autoridades policiais, o Dux deu agora uma grande entrevista à revista Sábado. Remetido ao silêncio desde o acidente, tanto por indicação da psicóloga que o tem acompanhado como por opção pessoal, João Gouveia revela na entrevista àquela publicação que, desde a investigação, “houve muitos pontos terríveis, apesar de, relativamente a ser acusado na praça pública, saber que a verdade viria ao de cima mais tarde ou mais cedo! Voltar ao Meco foi das coisas que mais me custou, pois ainda não estava em condições, e mexeu muito comigo!”

Anabela Pereira, a mãe de uma das vítimas (Tiago André Campos) que a revista VIP já entrevistou a propósito deste caso, não ficou satisfeita nem com a decisão do Ministério Público nem com a versão do Dux contada agora pela primeira vez. Contactada pela VIP após a publicação desta entrevista do Dux, Anabela Pereira preferiu não tecer comentários sobre os esclarecimentos prestados por João Gouveia acerca do que se passou naquela fatídica noite de dezembro.

A mãe de Tiago Campos quer, neste momento, manter-se reservada em relação a este assunto. No entanto, desabafou, sobre a mencionada entrevista, que as respostas de João Gouveia não a “surpreenderam. O mais importante, o que eu quero saber, o que toda a gente quer saber, aparece vago. Ele não é esclarecedor”. E termina com uma dúvida: “se o João alega que sobreviveu porque se livrou da capa, por que razão é que o meu filho apareceu em mangas de camisa, sem capa, casaco ou colete, e não sobreviveu, como ele? Esta é a minha dúvida em relação ao que ele conta.”

Texto: Luís Peniche; Fotos: Impala

Siga a Revista VIP no Instagram