Diego Maradona
Famosos incrédulos com a morte do antigo craque: "Que Deus!"

Internacional

Diego Maradona morreu esta quarta-feira, dia 25 de novembro, aos 60 anos.

Qua, 25/11/2020 - 20:22

Diego Maradona morreu esta quarta-feira, dia 25 de novembro, aos 60 anos. Nas redes sociais, são várias as mensagens de várias figútas públicas de condolências e de pesar pelo falecimento daquele que é, por muitos, considerado um dos melhores jogadores de sempre. "El Pibe", como era conhecido, não resistiu a uma paragem cardiorrespiratória. 

Cristiano Ronaldo foi um dos primeiros a manifestar-se: "Hoje despeço-me de um amigo e o Mundo despede-se de um génio eterno. Um dos melhores de todos os tempos. Um mágico inigualável. Parte demasiado cedo, mas deixa um legado sem limites e um vazia que jamais será preenchido. Descansa em paz, craque. Nunca serás esquecido".

Iker Casillas partilhou uma imagem do argentino e escreveu: "RIP Maradona. Um génio absoluto deste desporto chamado futebol". Já Paulo Futre também se manifestou: "Hoje, descansa em paz o maior dos maiores. Se me perguntam o que é o futebol, eu digo que o futebol és tu, Diego". 

Pedro Ribeiro, diretor da Rádio Comercial, destaca a grandeza do futebolista e da vida que levou. "E eis que desaparece o melhor de todos. Uma vida que foi de filme. Por vezes obra prima, outras miséria humana. Mas ele, com a bola, em campo! Que Deus! As fintas. A malandrice. A técnica única. O golo, sempre o golo, ali ao pé. Esquerdo, direito? Indiferente, até com mão divina meteu a bola na baliza", começou por escrever. 

"Diego Armando Maradona já tinha conquistado a imortalidade antes do apito final. Mas hoje é um dia profundamente triste para o futebol, que se despede de um dos seus maiores heróis. Vilão também, sim. Mas perguntam aos adeptos do Boca Jrs., do Nápoles, de toda a celeste Argentina. E de nós todos, que tivemos a sorte de ver este génio jogar. Agora acabaram todas as tuas lutas e guerras, tantas vezes contra ti próprio. Agora só valem os golos. A tua magia única. Morreu o melhor de todos os craques.Gracias, El Pibe", acrescentou ainda o radialista.

"A mão de Deus"

Elma Aveiro, irmã de Cristiano Ronaldo, também demonstrou o seu pesar na sua página de Instagram: "Grande lenda do futebol É verdade, com excessos ou sem excessos marcou para sempre nossa história, por isso vivam, gozem, bebam, dancem, viajem e principalmente sejam felizes, porque num sopro tudo acaba. Descansa em paz, Diego Maradona". E Eduardo Madeira também não deixou passar o trágico acontecimento em branco: "O meu ídolo do futebol de infância e de sempre. Nos Cebola Mol, fizemos a homenagem. Maradona, El Rey Del Rock, tornou-se um hino da banda em qualquer concerto."

Daniel Oliveira, diretor-geral de Entretenimento da SIC também se manifestou: "O mais próximo da ideia de magia que o futebol teve num só homem".  E Nuno Santos, diretor de Programas da TVI repetiu os elogios: "A idade deixa-nos pouco espaço para termos ídolos, mas Diego Armando Maradona, que vi jogar ao vivo e na televisão, ficará para sempre na minha vida, porque lhe vi fazer coisas que pareciam impossíveis e que me fizeram, a mim e a milhões de pessoas que amam o futebol como aquele jogo de rua, muito mais feliz. Esta noite, quando chegar a casa, vou procurar um equipamento oficial da Argentina, que comprei há muitos anos e que tem escrito atrás 'Hand of God' [em português, 'Mão de Deus'].

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução redes sociais

 

Siga a Revista VIP no Instagram