Cristiano Ronaldo não se vê livre de Mayorga
A carta que a norte-americana tinha na manga

Nacional

Kathryn Mayorga retirou a queixa de violação contra Cristiano Ronaldo do Tribunal Estadual do Nevada, mas não se deu por vencida. A norte-americana apenas terá transferido a queixa...

Qua, 05/06/2019 - 12:32

Em 2018, a vida de Ronaldo mudou, imediatamente após uma norte-americana ter formalizado uma queixa contra o craque português. À data dos acontecimentos, Kathryn Mayorga, de 35 anos, garantia que CR7 a tinha violentado sexualmente, no dia 13 de junho de 2009, durante uma festa num hotel de Las Vegas, tal como a VIP noticiou aqui.

O Melhor do Mundo sempre negou as acusações, sublinhando a sua inocência, e chegou a referir que Mayorga apenas tencionava tirar partido da sua popularidade.  «Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjecto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem se quer promover à minha custa», advertiu o craque, pouco depois de a imprensa ter feito eco da história. 

Menos de um ano após a acusação, a agência Bloomberg afirma que Mayorga retirou a queixa, porém, de acordo com o MaisFutebol, a queixa apenas foi transferida… Segundo o que o referido órgão de comunicação conseguiu apurar, a norte-americana retirou a queixa no Tribunal Estadual do Nevada (o estado que integra Las Vegas) e voltou a apresentá-la no Tribunal Federal dos Estados Unidos. Desta forma, o caso não está arquivado, como chegou a ser equacionado pelos fãs do futebolista.

Até ao momento, Cristiano Ronaldo ainda não se pronunciou sobre as últimas notícias.

Texto: Tânia Cabral; Fotos: Reuters e Reprodução Instagram

Siga a Revista VIP no Instagram