Cristiano Ronaldo
Advogados do craque tentam impedir consulta de registos da acusação de violação

Nacional

Cristiano Ronaldo foi ilibado da acusação de violação por parte de Kathryn Mayorga.

Dom, 04/08/2019 - 13:40

Foi no passado dia 22 de julho que um juiz do estado do Nevada confirmou que Cristiano Ronaldo iria ser ilibado da acusação de violação por parte de Kathryn Mayorga.

Agora, a imprensa norte-americana dá conta de um pedido feito por parte dos advogados de defesa de CR7, que tencionava impedir a consulta dos registos da acusação ou até mesmo a sua destruição. Esta situação é permitida pela legislação dos Estados Unidos da América.

A defesa do internacional português alegou que a divulgação de alguns dos elementos presentes no caso poderiam interferir com a imagem do jogador. Contudo, um tribunal do estado de Nevada terá recusado o pedido e, por isso, o processo interposto a Cristiano Ronaldo, por parte de Kathryn Mayorga, poderá ser alvo de consulta no futuro. Importante ressalvar que esta decisão não interfere com a decisão de CR7 não ser acusado.

Mayorga pediu que o processo fosse reaberto no verão do ano passado

Kathryn Mayorga acusou Ronaldo de a ter violado durante uma festa, num hotel de Las Vegas (estado norte-americano do Nevada), no dia 13 de junho de 2009. A queixosa denunciou a alegada violação à polícia de Las Vegas, tendo sido submetida a exame médico.

Os advogados da Mayorga afirmam que esta terá sido coagida a assinar um acordo de confidencialidade a troco de cerca de 325 mil euros (375 mil dólares). O processo foi reaberto em outubro do ano passado, depois de Kathryn Mayorga ter apresentado novas informações sobre a alegada violação.

Texto: Redação WIN/Conteúdos Digitais; Fotos: DR

Siga a Revista VIP no Instagram