Pai De Nonô
Conta a vida da filha em livro

Nacional

"Nonô, a Princesa Côderosa" sai dois meses após a morte
de Leonor

Qui, 06/11/2014 - 00:00

A Fnac do Centro Comercial Colombo, em Lisboa, vestiu-se de cor-de-rosa, a 28 de outubro, para receber a apresentação do livro Nonô, a Princesa Côderosa, de Jorge Coutinho, o pai da pequena Leonor, que faleceu com cinco anos, a 3 de setembro, vítima de um tumor de Wilms bilateral.

Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues estiveram presentes, cabendo à apresentadora a primeira frase que emocionou a plateia.

“Só tenho uma palavra para a única vez que estive com a Nonô: luz. Havia doçura, tranquilidade e serenidade. Nunca senti a crueldade do percurso. Viveu como uma princesa e despediu- se como uma rainha. Este livro é amor em estado puro”.

Já João Paulo Rodrigues teve mais dificuldade em expressar-se e admitiu não conseguir explicar a dor que sentiu no dia em que Leonor partiu. “A Nonô é mais evoluída espiritualmente do que alguém presente nesta sala. Aceitar e sorrir. Era isto que devíamos fazer mais”.

Por último, Jorge Coutinho quebrou o protocolo, levantou-se, sentou-se na mesa e afirmou: “É uma honra ter sido, e ser, o pai da Nonô. Ela viveu a vida com intensidade. Amar é libertar, por isso, eu não choro. 2013 foi o meu melhor ano de sempre”, revelou.

Texto; Humberto Simões; Fotos: Ricardo Sousa Costa

Siga a Revista VIP no Instagram