Isabel Ii
Com medo de perder a Escócia

Realeza

A rainha teme o resultado do referendo de dia 18

Qua, 17/09/2014 - 00:00

O momento deveria ser de alegria para a realeza britânica. Até porque foi recentemente anunciado que o príncipe William e a mulher, Kate Middleton, aguardam a chegada do segundo filho. Porém, nem tudo corre de feição, sobretudo para a rainha Isabel II, que está horrorizada – termo escolhido pela Imprensa britânica – com a forte possibilidade de a Escócia passar a ser independente.

 

Enquanto estava instalada no castelo de Balmoral, a residência que a família real tem na Escócia e onde a rainha tem o hábito de gozar férias em setembro, a monarca, de 88 anos, foi apanhada de surpresa com os dados avançados pela sondagem do Sunday Times que dava conta da forte possibilidade de o “sim” vencer no referendo que irá decidir a independência da Escócia. É verdade que os números estão a descer, e, neste momento, o “sim” situa-se nos 34 por cento, o valor mais baixo dos últimos oito meses, mas nem esse facto sossega Isabel II. “A rainha é unionista e há uma grande preocupação”, confessou uma fonte da casa real ao Daily Mail. Para contrapor as notícias que dão conta de uma enorme e crescente inquietação da rainha, a casa real fez saber, através de um comunicado, que Isabel II se mantém “estritamente neutral”. O referendo terá lugar no dia 18, altura em que a soberana estará no castelo de Balmoral, apesar de não ter compromissos agendados para esse dia. 

 

O que é certo é que o pânico da rainha já se terá alastrado ao neto William, que, convidado a comentar a segunda gravidez da mulher, pediu aos jornalistas para se concentrarem “nas grandes notícias e nas coisas nacionais e internacionais que estão a acontecer”.

 

 

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Reuters

Siga a Revista VIP no Instagram