Camilla empurrou friamente a princesa Diana para o abismo
Rainha Isabel II não perdoa mulher de Carlos

Realeza

O divórcio da princesa Diana e de Carlos de Inglaterra ainda faz correr muita tinta. Sabe-se agora que a rainha Isabel II não perdoa Camilla pela separação do filho...

Qua, 27/02/2019 - 22:30

Há segredos pouco conhecidos acerca do divórcio conturbado da Princesa Diana e do Príncipe Carlos, que a pouco e pouco têm vindo a público. 

Uma das informações mais fortes agora revela, dá conta que Lady Di tentou uma reconciliação mas foi travada por Camilla, atual mulher do Príncipe de Gales, um facto que a rainha Isabel II não consegue perdoar. 

Segundo descreve o documentário «Diana the Woman Inside», Kenkel Wharfe, segurança real, afirma que Diana colocou a hipótese de se reconciliar com o príncipe Carlos no final do casamento, maioritariamente devido aos filhos. A princesa do povo estava «desesperada» para salvar casamento mas Camila não deu hipóteses, de acordo com a biografia real. «Ela estava desesperada para fazer isso (o casamento) funcionar. «Camilla empurrou friamente Diana para o abismo».

Contudo, Camilla não deu distância ao príncipe Carlos e não deixava o futuro rei do Reino Unido sozinho. Já no livro Príncipe Rebelde: o poder, as paixões e os desafios do Príncipe Carlos, o biógrafo Tom Bower diz que a rainha ficou furiosa com a duquesa da Cornualha por esta razão, apesar de não condenar o adultério. «Ela não esquece que a duquesa da Cornualha não deu hipóteses ao príncipe e à princesa de Gales de salvar o casamento». «Ela não perdoa Camilla por não deixar Carlos sozinho para recuperar o casamento».

No mesmo livro explosivo, Bower diz que Camilla chamava Diana de «cabra maluca» e afirmava que a mãe de William e Harry tinha «pouco que reclamar do seu affair com o príncipe Carlos». 

Em 2003, no livro «A Royal Duty», o mordomo Paul Burrel contou também que a culpa caiu em cima de Camilla, que muitas vezes, com as suas críticas, não permitiu que Carlos e Diana se reconciliassem.

Os segredos do divórcio mais polémico da realeza

No livro «The Diana chronicles», de Tina Brown, é revelado que as negociações do divórcio, ordenado em 1995 por Isabel II, foram complicadas. Diana enfureceu o Palácio por causa do título real de princesa. A rainha não queria ceder porque isso significava abrir portas reais a quem casasse com Lady Di mas a princesa do povo debatia-se para continuar a ser considerada Sua alteza real. 

No final, Diana continuou a ser chamada de princesa de Gales e no acordo confidencial foi permitido manter o título real, exceto se voltasse a casar. Diana, que morreu tragicamente num acidente de automóvel em 1997, arrecadou 17 milhões de libras com o divórcio. 

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais; Fotos: Reuters

Siga a Revista VIP no Instagram