Vip
BENEDITA PAES e ANTON BEILL vivem ansiosos os últimos dias de gravidez

Famosos

“Sempre desejámos uma filha”
Aos oito meses e meio de gravidez, Benedita Paes está em contagem decrescente para viver pela primeira vez a experiência da maternidade, ao lado de Anton Beill, com quem casou este Verão.

Dom, 19/12/2010 - 00:00

Aos oito meses e meio de gravidez, Benedita Paes está em contagem decrescente para viver pela primeira vez a experiência da maternidade, ao lado de Anton Beill, com quem casou este Verão. O casal já tem quase tudo preparado para a chegada da primeira filha: só falta decidir o nome da bebé.

 

VIP – Preparam-se para viver um Natal diferente, com a grande expectativa da chegada do vosso primeiro bebé. Estarem a poucas semanas de serem pais traz outra emoção à quadra?

Benedita Paes – Sim, vai ser uma emoção a dobrar, com as correrias de sempre do Natal e com a emoção de preparar tudo para a chegada do bebé.

Anton Beill – Esperemos que ela nasça nos primeiros dias do novo ano e não no dia de Natal. Mas estamos radiantes com o nascimento da nossa filha, andamos todos muito felizes.

 

Estão à espera de uma menina. Ela é o melhor presente de Natal que poderiam desejar?

BP – Sempre desejámos ter uma menina, tanto eu como o Anton, e é de facto um belo presente de Jesus pelo Natal.

AB – Este bebé foi muito desejado, mas não planeado. Inicialmente tínhamos planos de gozar um pouco mais a vida de casados sem a grande responsabilidade de ter uma criança. No entanto, estamos superfelizes e sentimos que é uma bênção de Deus termos este presente tão grande.

 

Como está a ser vivida a recta final da gravidez?

BP – Com alegria, medo, insegurança e ansiedade, tudo ao mesmo tempo e em alta dosagem. Tem sido cansativo e por isso reduzi o ritmo de trabalho. Claro que uma mulher que vai ser mãe pela primeira vez tem todo o tipo de dúvidas e de receios, porém, tento manter-me positiva e não me preocupar com pensamentos que não devo.

AB – A Benedita é uma mulher muito activa e não consegue estar muito tempo parada. Eu digo-lhe que tem de reduzir o ritmo de trabalho na escola e no cabeleireiro, já lhe disse que tem apenas de dar as aulas de consultoria de imagem ao final do dia e tentar descansar mais durante a tarde, mas como é teimosa não o faz (risos).

 

Imagino que a curiosidade de ver a bebé seja muito grande.

BP – Já deu para ver, através da última ecografia, que irá sair mais ao pai de cara.

AB – Não vejo a hora de a ter nos meus braços, gostava que fosse igual à mãe.

 

A Benedita começa a ficar nervosa com o aproximar do momento do parto? Quais são os seus principais receios?

BP – Certamente que tenho alguns receios, mas também sinto que uma futura mãe tem muita intuição e instinto maternal. Motivos para a insegurança não faltam: tensão de não dar conta do recado, a ideia de tornar-me responsável por um ser tão pequenino assusta-me um pouco...

AB – Só o tempo e a prática trarão respostas para algumas das nossa incertezas e receios. Embora a maternidade e paternidade sejam experiências transformadoras no estilo de vida de qualquer pessoa, as minhas expectativas dão pistas que seremos bons pais.

 

Já têm escolhido o hospital? Tudo aponta para um parto normal ou, pelo contrário, terá de ser cesariana?

BP – Será na CUF Descobertas com o Dr. Jorge Lima. Só na última consulta saberei como irá ser o parto.

 

O Anton vai assistir?

AB – Ainda não está decidido.

 

Já está tudo organizado para a chegada da bebé, como o quarto?

BP – O quarto já está preparado, todo em tons de rosa velho e branco sujo. Está um quartinho de princesa. Temos praticamente tudo, só nos falta um cadeirão para eu me sentar quando lhe der de mamar. O meu marido é que o decorou, pois tem muito talento na decoração. Também contou com a ajuda da minha sogra.

 

Em relação ao nome da bebé. Após algumas dúvidas iniciais, em que era para chamar-se Leonor e mudaram de ideias para Karoline, já está mesmo decidido que será este o nome da criança?

BP – Estamos à espera do nascimento dela para ver que nome se adequa à sua carinha. Terá de ser um nome que dê para Portugal e para a Holanda.

 

Como é que o Anton se vê enquanto pai?

AB – Irei procurar expressar o meu amor pela minha filha, não só dizendo-lhe diariamente que a amo, mas também mostrando interesse pessoal por ela. Tenciono ajudar a Benedita a trocar as fraldas e a dar banho.

 

Sendo a Benedita portuguesa e o Anton holandês que tipo de educação pretendem transmitir à vossa filha?

BP – As crianças não vêm com manual de instruções, nem na Holanda nem em Portugal. O meu desempenho no papel de mãe vai depender muito da sensibilidade e do meu instinto. Apesar da maternidade ser um dos momentos mais esperados para a maioria das mulheres, eu ainda não sei muito bem como a irei educar. Sei que uma mãe não é sempre boa, pois se assim for estará a incorrer na tentação do amor perfeito ou do mito do amor materno. Ser bom e ser mau é condição humana e as mães não estão imunes a tal. Saber entender as necessidades dela na hora certa é um dos medos mais frequentes, mas como acho que tive uma boa educação dos meus pais, farei o mesmo com ela.

 

Além da responsabilidade enquanto pais que se adivinha, têm as vossas responsabilidades profissionais. Como estão a correr os projectos, nomeadamente a Creative Academy onde trabalham juntos?

BP – O Anton ainda agora teve o privilégio de ter sido escolhido entre muitos para fazer a campanha internacional da Tommy Hilfiger, mantendo a responsabilidade de gerir a Creative Academy. Somos ambos professores, mas temos outras responsabilidades, no meu caso como produtora de moda e relações públicas de todo o grupo Creative Concept, e o Anton como director da escola e da agência Creative Artists Moda & Publicidade.

AB – Os nossos alunos têm a oportunidade de fazerem e participarem em produções de moda e beleza, editoriais fotografados por grandes profissionais internacionais e que muitas vezes são publicados na Imprensa. Há mais de três anos que criei esta escola em Portugal e tem sido um enorme sucesso.

 

Aguardam-se novos desafios? Quais?

BP – Este ano tivemos um novo desafio, abrir o cabeleireiro Anton Beill Hairdressing, liderado pelo Anton que assume o cargo de consultor criativo para a Redken Portugal.

AB – Estamos a pensar abrir futuramente a CA no Porto e no Algarve e ainda teremos este ano mais novidades de novos cursos inovadores na escola.

 

Fizeram parte do projecto Querido, Mudei o Visual, da SIC Mulher. Para quando um regresso à televisão?

BP – Foi muito engraçado ter feito televisão. Aprendi muito com toda a equipa e com a Briskman produtora. Da minha parte gostaria de retomar as gravações para meados de 2011. Estou expectante.

AB – A experiência foi muito boa como beauty coach do programa. Tive a oportunidade de mostrar o meu talento como expert de cabelos e maquilhagem ao público português, pois no passado tive também a oportunidade de o fazer na versão holandesa do show America´s Next Top Model. Gostava de fazer uma nova temporada, sim.

 

 

Texto: Helena Magna Costa; Fotos: Paulo Lopes; Produção: Romão Correia; Cabelos e maquilhagem: Anton Beill Hairdressing 

Siga a Revista VIP no Instagram