Automóveis
Como funciona a suspensão pneumática? E por que não se usa com mais frequência nos carros?

Nacional

Os proprietários de viaturas equipadas com suspensão a ar destacam duas vantagens importantes: melhor conforto e possibilidade de alterar a distância ao solo.

Qui, 23/01/2020 - 23:20

Os amortecedores convencionais e as molas helicoidais fazem parte da suspensão da maioria dos carros, especialmente os mais luxuosos, mas alguns carros também recorrem à suspensão a ar (ou pneumática).

Mas o seu funcionamento, e como ajusta as suas características e a altura do carro, pode ser um mistério. O princípio do seu funcionamento é relativamente simples e fácil de entender, mas há uma questão que impede a sua implementação a nível geral.

O que é suspensão a ar?
Os foles pneumáticos substituem completamente as molas convencionais - o carro possui molas helicoidais ou molas de folhas ou molas pneumáticas. Estas são ligadas a um amortecedor, por isso geralmente encontramos o termo "amortecedor a ar".

O peso do carro é sustentado, não em molas de aço ou outro tipo de molas, mas sim no ar comprimido dentro dos foles.

Daí haver necessidade de um compressor, um reservatório de ar comprimido e mangueiras de pressão que conduzem o ar do reservatório aos foles individuais, além de sensores de altura.

Existem basicamente dois tipos de foles - embrulhados, que se parecem um pouco com um boneco Michelin, e os simples, que serpenteiam como uma luva sobre a parte inferior do metal quando a pressão do ar é reduzida. A primeira versão significa menos espaço, a segunda pode ser melhor ajustada ao comportamento desejado. Ambos são usados ​​em carros e camiões.

Outra questão é se temos um sistema aberto ou fechado. O ar livre é aspirado, comprimido e é enviado para o reservatório, de onde é guiado através das mangueiras para as molas individuais, conforme necessário. Se queremos reduzir a pressão nas molas, o ar é descarregado através da válvula. É uma alternativa mais antiga, mais lenta e mais barulhenta, usada principalmente em camiões.

O sistema fechado funciona segundo o mesmo princípio, mas quando a pressão é reduzida, o ar é levado de volta ao reservatório. Isto significa uma resposta mais rápida e um funcionamento significativamente mais silencioso e mais eficaz do sistema. Este sistema é mais moderno e usado em carros.

Existem boas razões para usar a suspensão pneumática.

Os proprietários de Mercedes ou Audi com suspensão a ar destacam duas vantagens importantes: melhor conforto e possibilidade de alterar a distância ao solo. Durante a condução, podemos diminuir a distância ao solo; existem carros que o fazem automaticamente.

A vantagem é menor resistência ao ar e menor consumo de combustível.

Para pedir peças originais de suspensão para o seu automóvel, consulte: www.euautopecas.pt.

 

 

Siga a Revista VIP no Instagram