Mikaela Lupu
Atriz da Moldávia conquista Portugal

Famosos

Aos 18 anos, a atriz Mikaela Lupu, da novela "O Beijo do Escorpião", não lamenta ter uma adolescência diferente das outras raparigas.

Qui, 07/08/2014 - 00:00

Tem apenas 18 anos mas promete deixar a sua marca na ficção nacional. Mikaela Lupu nasceu na Moldávia mas apaixonou-se pela representação em Portugal, para onde veio com apenas cinco anos. Depois de ter dado vida a uma jovem anorética em "Morangos com Açúcar", a atriz, que brilha em "O Beijo do Escorpião", não mudava nada na sua vida apesar de ter uma adolescência diferente das raparigas da sua idade.

VIP – Como estão a correr as gravações de O Beijo do Escorpião?

Mikaela Lupu – Estão a correr bem. Nós próprios estamos a ser surpreendidos pela história, o que é bom sinal.

Tem um grande fascínio pelo teatro. Foi essa paixão que a empurrou para a representação?

Sim, foi. A paixão pela representação começou precisamente aí. Nas aulas de teatro da escola. Mas nunca pensei em mais do que aquilo, por achar que era algo quase impossível de alcançar.

Depois das experiências que tem tido, pode dizer que ser atriz é aquilo que quer fazer “para sempre”?

É claro. No entanto, não é só. O bichinho das ciências ficou sempre e quero, em breve, poder tirar partido dele.

Os "Morangos com Açúcar" fizeram com que ficasse conhecida. Como foi a adaptação à fama e ao reconhecimento das pessoas na rua?

No início, foi tudo muito estranho. Por causa da minha personagem, vinham raparigas ter comigo e diziam-me que sofriam do mesmo e eu não sabia muito bem como lidar com esse tipo de situações. Mas tudo o resto foi uma rápida adaptação.

Nasceu na Moldávia e veio para Portugal com apenas cinco anos. Como foi a adaptação?

Foi ótima porque era muito nova e, por isso, “absorvia” tudo. Não me lembro de ter tido grandes dificuldades em nada, e também ajudou muito o facto de ter sido muito bem recebida.

Como é que a sua família lida com a sua carreira? É a “estrela” lá de casa?

Um bocado. No princípio também foi muito estranho para eles mas, com o passar do tempo, foi-se tornando normal.

O facto de ter iniciado a carreira muito jovem faz com que tenha uma vida diferente da maior parte das raparigas da sua idade. Lamenta algo?

Nada, de todo. Se pudesse mudar alguma coisa, acho que não mudava nada. Foi bom, porque cresci e aprendi muito.

Consegue ter tempo para tudo o que gosta de fazer?

Sim. Gosto muito de desporto e arranjo sempre tempo.

Até para namorar?

Para namorar é que já não.

Os rapazes metem-se muito consigo?

Não, sou muito discreta e gosto de passar despercebida.

Sonha com o casamento e em ser mãe?

Não. Se algum dia sonhar é muito lá para a frente, mas não é algo que esteja nos meus planos.

Como imagina a sua vida e a sua carreira daqui a dez anos?

Imagino-me a continuar a fazer o que gosto, com o mesmo foco ou até mais do que aquele que tenho agora.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Luís Baltazar; Produção: Manuel Medeiro, Maquilhagem e cabelos: Vanda Pimentel com produtos Maybeline e L’Oréal Professionnel

Siga a Revista VIP no Instagram